Hamilton comenta sobre os perigos do automobilismo

Mais de duas semanas após a morte trágica de Anthoine Hubert, Lewis Hamilton falou sobre os perigos do automobilismo que sempre existirão, dada a natureza do esporte.

Infelizmente, Hubert faleceu durante a corrida de Fórmula 2 no sábado do Grande Prêmio da Bélgica. Foi um lembrete dos perigos que ainda existem no esporte, independentemente das medidas que os órgãos dirigentes adotam para reduzir a possibilidade de tragédias.

“Não é impossível que alguém morra, então eu coloquei isso nas mídias sociais. Eu já vivenciei isso antes”, disse Hamilton durante uma sessão de mídia, conforme citado pelo Motorsport.com.

“Entre outras coisas, tivemos um evento no Japão, e quando eu estava correndo quando criança, alguém tinha morrido aos onze anos. E se você vivencia isso, será muito difícil como piloto.”

“Eu não sei como era para os outros, mas tocou minha alma. Eu não conseguia dormir mais, não conseguia acreditar no que tinha acontecido. Seu cérebro está mais ou menos descontrolado, para se acostumar com a realidade. Perdemos este ano Charlie (Whiting), enquanto a F1 continua”.

“Perdemos Niki Lauda, enquanto o mundo continua girando. É muito triste, mas é assim que a vida é, eu acho”, completou.

 

Receba as notícias da F1Mania pelo WhatsApp: https://chat.whatsapp.com/F9GwK1YT4yACqHsym6pqu8

 

Inscreva-se em nosso canal no YouTube: https://www.youtube.com/user/f1mania?sub_confirmation=1

 

Confira os últimos vídeos do canal da F1MANIA no YouTube – AUDI apresenta o E-TRON FE06 para a temporada 2019/20 da FÓRMULA E:

 

O que um piloto de Fórmula E faz durante as férias?

 

PORSCHE CUP BRASIL | ETAPA ESTORIL 2019 | MELHORES MOMENTOS:

 

Fórmula E: Como pilotos e equipes se comunicam:

 

FÉRIAS F1MANIA | Pilotamos uma FERRARI 488 GTB no SPEEDVEGAS: