Com a “mão na taça”, Hamilton vence o GP do México e fica muito perto do sexto título mundial

Lewis Hamilton venceu o Grande Prêmio do México de F1 deste domingo, aproveitando a estratégia de uma parada para se aproximar ainda mais do sexto título mundial.

Hamilton fez sua primeira – e única – parada na volta 24 e assumiu a liderança depois que Sebastian Vettel fez seu pit-stop.

O inglês teve uma largada complicada ao se envolver com Max Verstappen em um incidente na curva 5, que viu os dois saírem pela grama.

A disputa entre os dois misturou o restante do grid, enquanto a Ferrari manteve-se à frente com Charles Leclerc na P1 seguido por Vettel. Alexander Albon, da Red Bull, assumiu a terceira posição.

Verstappen foi obrigado a entrar nos boxes na volta 4, depois de acertar a asa dianteira de Valtteri Bottas enquanto fazia a ultrapassagem, furando o pneu de sua RB15.

Na frente, Albon foi o primeiro a parar, voltando com os médios indicando que seria uma corrida com duas paradas. Na volta seguinte, Leclerc seguiu o tailandês e também voltou com os pneus médios.

Hamilton permaneceu algumas voltas na pista, indicando que seria uma estratégia de uma única parada, e optou pelos pneus duros quando veio aos boxes.

Vettel e Bottas ficaram quase 20 voltas antes de parar e voltas com os pneus duros. Ambos não conseguiram aproximação suficiente para desafiar a vitória do inglês.

Leclerc também mostrou um ritmo muito forte nos estágios finais da corrida – faturando o ponto extra pela volta mais rápida – depois de sua segunda parada na volta 43.

O piloto da Ferrari perdeu alguns segundos, depois que a pistola pneumática da Ferrari apresentou problemas para trocar seu pneu direito traseiro.

Albon cruzou a linha de chegada na quinta posição à frente de seu companheiro de equipe Verstappen, que fez uma corrida de recuperação impressionante para terminar entre os seis primeiros depois do furo no pneu – terminando a corrida com apenas uma parada.

O “dono da casa”, Sergio Perez, superou Daniel Ricciardo nos últimos estágios para garantir a posição de “melhor do resto”, com o australiano parando apenas na volta 50, depois de largar com os compostos duros.

Ricciardo recebeu a bandeira quadriculada na P8 à frente de Daniil Kvyat, mas na última volta, o russo da Toro Rosso acertou a Renault de Nico Hulkenberg na curva final, empurrando o alemão contra as barreiras de proteção. O incidente foi investigado e Kvyat penalizado com 10 segundos em seu resultado final, caindo para P11 e saindo da zona de pontuação.

Gasly foi promovido para a P9 e Hulkenberg, que tinha terminando fora da zona de pontuação, garantiu um ponto na 10ª posição.

Depois de mostrar um forte ritmo nos treinos e na qualificação, a McLaren não apresentou o mesmo desempenho durante o GP do México terminando com sua dupla de pilotos fora da zona de pontuação.

Um erro de pit-stop da McLaren custou caro para Lando Norris, depois que uma roda não foi apertada da forma correta em seu MCL34. Como resultado, o britânico parou no pit lane e foi empurrado pela equipe para uma nova parada, caindo para a última posição. Ele não completou a corrida depois que a McLaren o chamou aos boxes nos estágios finais.

Carlos Sainz despencou no grid durante a corrida, não conseguindo imprimir um ritmo suficiente para disputar as posições, depois de ser obrigado a largar com os pneus macios.

A Fórmula 1 retorna na próxima semana com o Grande Prêmio dos Estados Unidos, 19ª etapa da temporada 2019 da F1, realizada no Circuito da Américas, em Austin. A F1Mania trará uma cobertura completa, incluindo o TEMPO REAL de todas as sessões de treinos, qualificação e corrida nos Estados Unidos.

Confira o resultado final do GP do México de F1:

1) Lewis Hamilton (Mercedes)
2) Sebastian Vettel (Ferrari)
3) Valtteri Bottas (Mercedes)
4) Charles Leclerc (Ferrari)
5) Alexander Albon (Red Bull/Honda)
6) Max Verstappen (Red Bull/Honda)
7) Sergio Pérez (Racing Point/Mercedes)
8) Daniel Ricciardo (Renault)
9) Pierre Gasly (Toro Rosso/Honda)
10) Nico Hülkenberg (Renault)
11) Daniil Kvyat (Toro Rosso/Honda)
12) Lance Stroll (Racing Point/Mercedes)
13) Carlos Sainz Jr. (McLaren/Renault)
14) A.Giovinazzi (Alfa Romeo/Ferrari)
15) Kevin Magnussen (Haas/Ferrari)
16) George Russell (Williams/Mercedes)
17) Romain Grosjean (Haas/Ferrari)
18) Robert Kubica (Williams/Mercedes)
19) Kimi Räikkönen (Alfa Romeo/Ferrari)
20) Lando Norris (McLaren/Renault)
Receba as notícias da F1Mania pelo WhatsApp: https://chat.whatsapp.com/HCe0RomLk5a0es06X99dHI

 

Inscreva-se em nosso canal no YouTube: https://www.youtube.com/user/f1mania?sub_confirmation=1

 

Confira os últimos vídeos do canal da F1MANIA no YouTube – 12º no geral, Felipe Massa comenta os testes da pré-temporada FÓRMULA E 2019/2020 realizado em Valência:

 

Lucas Di Grassi comenta os testes da pré-temporada 2019/2020 da Fórmula E

 

EXTREME E revela área da Amazônia, no Brasil, onde acontecerá etapa da categoria:

 

AUDI apresenta o E-TRON FE06 para a temporada 2019/20 da FÓRMULA E:

 

O que um piloto de Fórmula E faz durante as férias?

 

PORSCHE CUP BRASIL | ETAPA ESTORIL 2019 | MELHORES MOMENTOS:

 

Dirigimos LAMBORGHINI, MCLAREN e MERCEDES em Las Vegas: