Bottas revela o motivo por não conseguir atacar Leclerc no GP da Itália

Valtteri Bottas revelou que a degradação dos pneus foi o principal motivo pelo qual não conseguiu atacar o líder da corrida Charles Leclerc nos estágios finais do Grande Prêmio da Itália, já que o finlandês estava dentro da faixa do DRS, mas não conseguiu tentar ultrapassar.

O cinco vezes vencedor de um Grande Prêmio tinha um ritmo de corrida melhor do que Leclerc e Lewis Hamilton, os dois pilotos à sua frente, depois de fazer sua parada para a troca de pneus depois da dupla, e quando ele passou seu companheiro de equipe pela P2, muitos acreditaram que ele também conseguiria passar por Leclerc.

No entanto, Bottas não conseguiu atacar o líder Leclerc, mesmo dentro da zona de DRS.

O chefe da Mercedes, Toto Woff, disse que esse tipo de situação é algo que seu piloto Bottas precisa trabalhar, embora o finlandês tenha dito que o desgaste dos pneus foi a principal razão pela qual ele não conseguiu atacar Leclerc.

“Com certeza, nos estágios finais, eu tinha cinco segundos e um pouco para recuperar o atraso, então isso significa que você não pode demorar para tirar a diferença”, Bottas foi citado pelo ‘RaceFans.net’ depois da corrida em Monza.

“Então, com certeza, o ideal seria ter mais gerenciamento de pneus, mas se eu quisesse uma chance de vencer a corrida, teria que pressionar também para pegá-los, e isso custaria alguns problemas para os pneus”.

Bottas se viu na segunda posição depois que seu companheiro de equipe Lewis Hamilton cometeu um erro raro, travando e saindo da pista na primeira chicane, e Bottas se viu perseguindo o líder da corrida Leclerc mais cedo do que ele previa.

“Senti nas últimas quatro voltas que comecei a ter problemas com o pneu médio. Isso tornava as coisas mais complicadas e sempre que eu chegava perto o suficiente eu definitivamente estava travando na frente. Eu acho que Lewis também tinha problemas semelhantes…

“Os nossos cálculos era para realmente ter chances de ultrapassar, você precisa de um segundo de diferença de ritmo e eu tinha no máximo cinco décimos quando cheguei perto de Charles, obviamente foi muito complicado. Eu tentei tudo que pude, mas estava um pouco fora de alcance hoje.”

 

Receba as notícias da F1Mania pelo WhatsApp: https://chat.whatsapp.com/IHEmXnwxu3JDk3pmRviZ7r

 

Confira os últimos vídeos do canal da F1MANIA no YouTube – AUDI apresenta o E-TRON FE06 para a temporada 2019/20 da FÓRMULA E:

 

O que um piloto de Fórmula E faz durante as férias?

 

PORSCHE CUP BRASIL | ETAPA ESTORIL 2019 | MELHORES MOMENTOS:

 

Fórmula E: Como pilotos e equipes se comunicam:

 

FÉRIAS F1MANIA | Pilotamos uma FERRARI 488 GTB no SPEEDVEGAS: