Binotto: “Parada de Vettel foi para proteger sua posição de Verstappen”

O chefe da Ferrari, Mattia Binotto, disse que a parada de Vettel na volta 14, foi uma reação da equipe à preparação da parada de Max Verstappen pela Red Bull.

Sebastian Vettel venceu a corrida em Singapura, tendo sido o P3 nos estágios iniciais da prova. Com o ritmo da corrida lento, a fim de preservar seus pneus o máximo possível, o ponto de interrogação era sempre qual dos pilotos líderes pararia primeiro, pois isso lhes proporcionaria uma grande vantagem de ritmo quando eles voltassem.

No final, foi Sebastian Vettel, da Ferrari, que parou primeiro, quando entrou na volta 20. Ele foi seguido diretamente pela Red Bull de Max Verstappen, e os dois se beneficiaram quando voltaram à pista. Vettel foi capaz de pular os dois carros na frente dele quando eles pararam, assumindo a liderança, enquanto Verstappen acabou na frente de Lewis Hamilton.

Explicando o momento da parada após a corrida, o chefe da equipe Ferrari disse que a chamada para o pit de Vettel foi feita por causa da Red Bull, que preparou o pitlane para Verstappen. Vettel também confirmou após a corrida que recebeu a chamada para o pit muito tarde, vindo pelo rádio enquanto saía da penúltima curva.

“Quando paramos Sebastian, sabíamos que Verstappen estava pronto para parar e tivemos que proteger sua posição”, explicou Binotto. “Foi a melhor oportunidade para tentarmos ultrapassar Hamilton e esse foi o momento certo para parar Sebastian, sem discussão. Quando saiu, ele correu muito bem com os pneus novos, e simplesmente, foi assim que ele terminou na frente de Charles. Não conseguimos parar Charles nessa fase. Se você lidera a corrida, não para primeiro, mas acabou sendo a janela certa para Seb.”

Binotto disse que a maneira como as vitórias estão vindo para a Ferrari no momento, está dando muito pouco tempo para comemorar seu ressurgimento, já que as corridas estão sendo em finais de semana consecutivos: “É uma pena que seja sempre uma seguida da outra, com Monza e agora aqui, em seguida Sochi. Muito pouco tempo para curtir e comemorar, mas obviamente estamos muito felizes em vencer aqui e em um tipo muito diferente de pista. Curvas lentas, velocidade lenta, definitivamente não era esperado, mas estamos muito felizes com a dobradinha hoje.”

Depois de ter alguns problemas em toda a primeira metade da temporada, as recentes atualizações da Ferrari parecem ter proporcionado uma vantagem de ritmo sobre os rivais, já que conquistaram três vitórias consecutivas em circuitos rápidos e lentos. Binotto diz que acha que deveria ter havido algumas vitórias no início da temporada, mas que a sorte mudou: “Acho que tivemos falta de sorte no início da temporada e agora muita sorte, em média, deveríamos ter vencido algumas corridas que não conseguimos, e tivemos algumas oportunidades perdidas. Agora, temos a sorte de obter três vitórias consecutivas e a sorte de estar tão perto, que poderia ser de um jeito ou de outro”, concluiu.

 

Receba as notícias da F1Mania pelo WhatsApp: https://chat.whatsapp.com/F9GwK1YT4yACqHsym6pqu8

 

Inscreva-se em nosso canal no YouTube: https://www.youtube.com/user/f1mania?sub_confirmation=1

 

Confira os últimos vídeos do canal da F1MANIA no YouTube – AUDI apresenta o E-TRON FE06 para a temporada 2019/20 da FÓRMULA E:

 

O que um piloto de Fórmula E faz durante as férias?

 

PORSCHE CUP BRASIL | ETAPA ESTORIL 2019 | MELHORES MOMENTOS:

 

Fórmula E: Como pilotos e equipes se comunicam:

 

FÉRIAS F1MANIA | Pilotamos uma FERRARI 488 GTB no SPEEDVEGAS: