Mundial de Rally tem chegada histórica na Argentina

Thierry Neuville superou Elfyn Evans por apenas 0s7, terceira menor diferença de todos os tempos

O Mundial de Rally prometia viver em 2017 uma das temporadas mais competitivas de sua história. E por enquanto é exatamente isso o que vem acontecendo. O Rally da Argentina, quinta etapa do campeonato, disputada neste fim de semana, teve um dos resultados mais apertados de todos os tempos.

O belga Thierry Neuville, de Hyundai i20, venceu a prova com apenas 0s7 de vantagem sobre o britânico Elfyn Evans, piloto do Ford Fiesta, que liderou boa parte da etapa.

Esta é a terceira menor diferença entre os dois primeiros colocados desde a criação do Mundial de Rally. Só perde para a vitória de Sébastien Ogier sobre Jari-Matti Latvala, no Rally da Jordânia de 2011, por 0s2; e para a conquista de Marcus Grönholm em cima de Sébastien Loeb no Rally da Nova Zelândia em 2007, com 0s3 de vantagem.

Foi a segunda vitória consecutiva de Thierry Neuville, que havia vencido também o Rally da França, no começo do mês. Elfyn Evans teve de se contentar com a segunda colocação. O estoniano Ott Tänak, também de Ford Fiesta, acabou em terceiro lugar. O francês Sébastien Ogier ficou fora do pódio pela primeira vez no ano, levando seu Ford Fiesta ao quarto lugar.

Mesmo assim, ainda é o líder do campeonato. Ogier agora tem 102 pontos, contra 86 do finlandês Jari-Matti Latvala, piloto do Toyota Yaris.

Toda a ação do Rally da Argentina pode ser vista pela Red Bull TV no formato on demand. O canal preparou um programa diário trazendo um resumo de tudo o que de mais importante aconteceu nas trilhas da Argentina.

Agora, o Mundial de Rally faz uma pequena pausa e retorna para o Rally de Portugal entre os dias 19 e 21 de maio.