8 motivos que fazem você pirar no ‘amor a motor’ da Argentina antes do Mundial de Rally

Clima, histórico de competições e paixão dos argentinos por esportes a motor fazem dessa etapa do WRC ainda mais especial. Público poderá acompanhar transmissão ao vivo, pela internet

Pelas arquibancadas do Autódromo de Interlagos, é comum escutar conversas com sotaque castelhano durante uma etapa da Fórmula 1. A animação e o modo de torcer também são bem específicos. E muitos dos que comparecem ilustram uma pequena parte do que é o amor dos sul-americanos pelo automobilismo.

Um exemplo é o de milhares de argentinos que acompanham etapas do Rally Dakar, do WRC, de moto e, principalmente, do Turismo Carretera, no local e torcem de uma maneira similar a um clássico local. E, neste final de semana, a expectativa é a de que este público, apaixonado por motores, pistões, combustível e rodas busque um cantinho nas estradas para ver de perto a etapa argentina do Campeonato Mundial de Rally (WRC), a última em solo americano desta temporada.

O público brasileiro poderá acompanhar esta animação de “Copa do Mundo” e as emoções da etapa ao vivo, na internet, pela Red Bull TV, a partir das 12h50 (horário de Brasília) no link https://www.redbull.tv/live/AP-1Q84GRBED1W11/fia-world-rally-championship . Reunimos oito fatores que reforçam a tese de que o WRC e o automobilismo são grandes paixões no país vizinho:

– É comum encontrar os mais diversos tipos de torcedores durante a etapa do WRC na Argentina: alguns montam barracas, outros trazem cadeiras e comidas, uns ficam em pé próximos à delimitação da pista, cânticos de torcidas para se animarem, foco imenso para ver segundos da passagem do carro pelo local e muita poeira levantada. História eternizada a cada um;

– O público composto é bastante eclético e atrai muitas famílias. Alguns, com horas de viagem na bagagem para acompanhar os carros;

– A relação do piloto com o público é mais próxima do que em outras competições, o que estimula o apreço dos presentes;

– O piloto francês Sébastien Ogier é o atual tetracampeão mundial da categoria. Contudo, nunca venceu uma etapa na Argentina. Em 2016, ficou em segundo lugar, mas contou com a reverência dos argentinos. Neste ano, é o líder do campeonato e busca esta vitória histórica na carreira;

– O Turismo de Carretera é a categoria mais popular do País e mantém parte das raízes tradicionais ano após ano, como motores de seis cilindros em linha carburados, chassi que remete traços à época e muita potência. Tal competição estimula que público acompanhe outros formatos, como o rali;

– Se é esporte a motor, o argentino curte, compartilha e favorita, desde rally até Fórmula 1;

– Os brasileiros já podem ter uma prévia do que é a paixão dos argentinos antes de a Stock Car desembarcar no país vizinho. A organização do torneio anunciou, para esta temporada, o retorno da etapa na Argentina após 10 anos de ausência, o que deve levar um bom público ao autódromo;

– Juan Manuel Fangio é ídolo nacional. É considerado um dos maiores pilotos de todos os tempos na Fórmula 1. Entre os feitos, ele é pentacampeão da competição mundial e sua marca só foi quebrada 47 anos depois, pelo alemão Michael Schumacher. O argentino moldou gerações e estimulou essa paixão pelos esportes a motor.

ONDE ASSISTIR

O WRC pode ser assistido na Red Bull TV pelo link  ou pelo aplicativo Red Bull TV, disponível nas TVs Samsung, Sony BRAVIA, aparelhos Blu-Ray, PlayStation®4 (PS4™), PlayStation®3 (PS3™) e Apple TV. O aplicativo também pode ser baixado nos sistemas operacionais Android, iOS e Windows Phone. O download também está disponível nos seguintes dispositivos: Amazon Fire TV, Kindle Fire, Nexus, Roku e Xbox 360.