Porsche e Toyota descartam acomodar Alonso para disputar Le Mans em 2018

Segundo o site norte-americano ‘Motorsport.com’, as equipes da Porsche e da Toyota na LMP1 descartam a ideia de colocar Fernando Alonso nas 24 Horas de Le Mans do ano que vem.

Desde que tomou a decisão de não participar do GP de Mônaco de Fórmula 1 em favor de uma tentativa nas 500 Milhas de Indianápolis com o apoio da McLaren, Alonso tem falado da sua ambição de completar a Tríplice Coroa com vitórias em Indy e Le Mans.

Negociações foram feitas sobre a potencial participação do espanhol para disputar a clássica prova francesa em 2015 pela Porsche, mas não deu em nada.

Quando questionado se pensava dar uma chance para Alonso na prova de 2018 por conta das ambições do bicampeão na Indy, o chefe de equipe da Porsche, Andreas Seidl, foi firme de que não haveria espaço para ele.

“No momento isto não está na mesa do nosso lado porque temos apenas dois carros e não vejo isto mudando para o próximo ano”, explicou Seidl.

“Com os seis pilotos que temos agora, estamos muito felizes. Não temos vagas disponíveis.

“Teria sido mais fácil em 2015 com o terceiro carro. Conversamos na época, e não deu certo no final. No momento, não há opções disponíveis do nosso lado”.

Questionado se todos os seis pilotos da Porsche estão sob contrato para a próxima temporada, Seidl respondeu: “Nós sempre planejamos a longo prazo”.

O chefe da Toyota, Rob Leupen, similarmente descartou as chances de a equipe conseguir acomodar Alonso para Le Mans em 2018, mesmo como parte de uma equipe com três carros.

“Do meu ponto de vista, tem que ser equilibrado dentro da equipe”, disse Laupen. “Não é nossa prioridade ter um grande nome. Não há foco nenhum nisto.

“Claro que você ouviria (se ele abordasse a Toyota), mas para nós não é algo que diríamos estarmos interessados. Nenhum pouco”.