Piquet vai ao pódio nas 24 Horas de Le Mans e é segundo na categoria LMP2

Piloto da Rebellion Racing completa maratona como melhor brasileiro na classificação geral da prova ao terminar em terceiro lugar

Nelsinho Piquet foi o melhor entre os oito pilotos brasileiros na classificação geral das 24 Horas de Le Mans ao terminar em terceiro lugar. O piloto da Rebellion Racing conquistou ainda a segunda posição na categoria LMP2.

Piquet Jr. conduziu o protótipo #13 por 8h47 e chegou a liderar na classe. O trio formado pelo brasileiro, o suíço Mathias Beche e o dinamarquês Daniel Hansson-Heinemeier ainda superou pit stops extras e uma punição para completar a prova.

O trio largou em quinto na categoria LMP2 e galgou posições na prova com um sólido ritmo e uma excelente estratégia da Rebellion Racing. Durante a primeira metade da corrida, a tripulação do protótipo #13 disputou a ponta com o outro carro da equipe.

À noite, Nelsinho precisou de um pit stop mais longo para consertar uma das luzes de sinalização na parte traseira após chamado da direção de prova. Mesmo assim, durante a madrugada, Piquet e seus parceiros mantiveram a liderança.

Naquela altura, o adversário direto na LMP2 era o protótipo #38 da Jackie Chan Racing, e Piquet Jr. perdeu tempo num trecho de pista sob bandeira amarela quando o rival já havia passado pelo local.

Piquet chegou a subir para segundo na classificação geral quando o Porsche #2 perdeu tempo nos boxes mas o protótipo #13 precisou ainda superar problemas no motor de arranque, o que fez a Rebellion puxar o carro para reparos na garagem e dificultou a saída após os últimos pit stops.

Na penúltima hora de prova, Nelsinho descontava a diferença para a tripulação do protótipo #35 quando teve um contato com carro #49 na primeira chicane quando tentava aplicar mais uma volta. Os comissários entenderam que Piquet causou o incidente e o puniram com 10 segundos no pit stop seguinte.

Nelsinho iniciou os últimos 60 minutos em terceiro na LMP2 e quarto no geral, mas ainda ganhou uma posição quando os freios do carro #35 acabaram enquanto o brasiliense descontava 5s por volta. No fim, Piquet Jr conduziu com segurança o protótipo #13 a um excelente terceiro lugar na classificação geral e ao vice na LMP2.

O troféu em Le Mans é o segundo de Nelsinho na mais tradicional prova de Endurance do automobilismo mundial. No ano passado, já pela Rebellion Racing, o brasileiro foi o vencedor na categoria LMP1 para equipes privadas.

Piquet Jr. é ainda o primeiro campeão da FIA Fórmula E, único brasileiro a vencer provas em ovais e mistos na Nascar, campeão da Fórmula 3 Sul-Americana, campeão da Fórmula 3 Britânica, vice-campeão da GP2 e medalhista nos X-Games com carro de rallycross.

 

O que disse Nelsinho Piquet:

“Foi uma corrida extremamente difícil. O começo foi muito bom, com uma estratégia perfeita da equipe. No meio da prova, houve alguns probleminhas no carro. Os pit stops foram difíceis, o motor de arranque parou de funcionar, então em todas as paradas nós demorávamos uns 20 segundos a mais. Tive de forçar muito no fim, o Mathias Beche passou mal, então tive de cobri-lo um pouco. No fim deu tudo certo!”