Tuka Rocha e Rafa Matos conquistam nove posições na Corrida de Duplas

A disputa da prova inaugural da categoria foi emocionante, com chuva na primeira parte, e pista seca no final; dupla do carro #25 concluiu em 19º

A corrida da abertura da Stock Car 2018, que aconteceu neste sábado (10) no Autódromo de Interlagos (SP), foi marcada pela forte chuva que caiu justamente na volta de apresentação, poucos minutos da largada e também por três intervenções do Safety Car. Com isso, a prova ficou um pouco tumultuada, especialmente na primeira parte. A intensidade da chuva obrigou a direção de prova a fazer a largada com Safety Car e alterou a estratégia das equipes. A dupla formada por Tuka Rocha e Rafa Matos fez uma corrida de recuperação, mas não conseguiu avançar o suficiente para concluir na zona de pontos. O carro #25 concluiu a prova em 19º. A próxima etapa será dia 8 de abril em Curitiba.

O paulista Tuka Rocha torcia pela chuva e ficou feliz quando viu as primeiras gotas caindo do céu. Ele fez uma bela primeira parte da corrida e largando em 28º, visando uma corrida de recuperação. Após a saída do Safety Car, que ficou na prova nas duas primeiras voltas, Tuka precisou de três giros para conquistar dez posições. Ele estava em 17º quando entregou o carro ao companheiro no pit stop. Apesar de não ter pontuado, o dono do carro #25 ficou feliz com a evolução que teve.

“Eu torcia mesmo pela chuva e choveu. Com isso, fiz uma boa corrida e tinha um bom ritmo. Quando saiu o Safety Car vim passando muita gente, escalando o pelotão. Na parada do pit stop, entreguei o carro para o Rafa em 17º. Mas, na segunda parte da prova, foi uma pena que o Rafa ficou atrás do Safety Car e isso acabou com nossa corrida, pois não tivemos chances de brigar por melhores posições. O meu adversário que estava brigando ali comigo nesse pelotão chegou no top-10, então foi um problema que nos atrapalhou, mas faz parte”, conta Tuka Rocha.

O piloto que em 2018 faz sua oitava temporada na Stock Car está animado para os próximos desafios. “Acho que a próxima etapa em Curitiba será mais calma, e entraremos na rotina da equipe. Estou confiante de que teremos um carro competitivo e estou feliz com a equipe e por voltar à Vogel Motorsport”, conta o piloto do bólido #25.

O mineiro Rafa Matos gostou de ter participado da Corrida de Duplas, como piloto convidado. Mas gostaria de ter chegado mais adiante.

“A corrida foi bem tumultuada no início por conta da chuva. O Tuka, que não havia treinado com pista molhada, fez um papel muito bom no começo, se adaptando às condições. Quando eu peguei o carro, a pista já estava secando, e colocamos os pneus slick. Mas, senti uma baixa potência no carro e não deu para fazer muita coisa. Pouco depois teve outra entrada do Safety Car, e acabei ficando fora da posição original, mas não fui avisado e não tive tempo de me reposicionar adequadamente na relargada. Mas se não fosse isso, acho que dava para chegar mais adiante e até marcar alguns pontos. Gostei de participar, foi uma corrida bacana”, diz Matos.

Resultado da Corrida de Duplas (12 melhores que pontuaram):
1 – Daniel Serra/ João Paulo de Oliveira (Eurofarma RC) – 31 voltas, em 1h02min03s
2 – Rubens Barrichello/ Filipe Albuquerque – POR (Full Time Sports), a 2s214
3 – Ricardo Maurício/ Felipe Nasr (Full Time Sports), a 7s094
4 – Ricardo Zonta/ Laurens Vanthoor – BEL (Shell V Power), a 7s757
5 – Max Wilson/ Felipe Giaffone (Eurofarma RC), a 10s024
6 – Marcos Gomes/ Pipo Derani (Cimed Racing), a 11s237
7 – Allam Khodair/ Alan Helmaister (Blau Motorsport), a 12s372
8 – Rafael Suzuki/ J.K. Vernay (Bardhal Hot Car), a 15s232
9 – Guilherme Salas/ Mariano Altunna – ARG (Bardhal Hot Car), a 18s014
10 – Lucas Foresti/ Jérome D´Ambrosio – BEL (Cimed Racing), a 20s786
11 – Átila Abreu/ Mark Winterbottom – AUS (Shell V Power), a 22s408
12 – César Ramos/ Kelvin Van der Linde – AFS (Blau Motorsport), a 26s428