Stock Car passa a ser também Sul-Americana

O Campeonato Brasileiro de Stock Car, nome oficial da maior categoria do automobilismo nacional, passa a ser também sul-americano. A mudança de status foi oficializada na última terça-feira (15) após comunicado da Codasur – a Confederação de Automobilismo da América do Sul – e passa a valer já a partir da atual temporada. Assim, a categoria passa a ser denominada oficialmente como Campeonato Brasileiro e Sul-Americano de Stock Car.

Na prática, o campeão de 2016 da Stock Car irá ostentar os títulos Brasileiro e Sul-americano. A medida também elevou o Super TC2000, da Argentina, ao mesmo status de torneio continental. “Realmente é muito importante dentro da Codasur incorporar estas importantes categorias, o que permitirá o intercâmbio de pilotos em eventos esportivos, impulsionando uma maior competitividade nas corridas, e assim se fortalecendo o automobilismo sulamericano”, diz o comunicado da entidade.

“É um anúncio extremamente importante para a Stock Car que, mesmo só correndo no Brasil atualmente, passa a alimentar o status de campeonato sul-americano. Já corremos na Argentina antes, temos um piloto argentino competindo regularmente na temporada e alguns de nossos pilotos também possuem experiência nos campeonatos de lá. O objetivo é aumentar o intercâmbio de pilotos, e isso é positivo para todos”, destacou Mauricio Slaviero, diretor-geral da Vicar, empresa que organiza e promove a Stock Car.

A oficialização do status da Stock Car para Campeonato Sul-americano corrobora um fato que há bastante tempo acontece entre as principais categorias do automobilismo brasileiro e argentino: na Corrida de Duplas disputada em Curitiba no último dia 6, nada menos do que cinco argentinos estiveram no grid – e um deles, Nestor Girolami, compete regularmente na Stock Car.

Brasileiros como Ricardo Maurício e Cacá Bueno, para citar apenas dois, também já disputaram provas e campeonatos no país vizinho, e com bastante sucesso. A própria Stock Car, nas temporadas de 2005, 2006 e 2007, realizou provas na capital Buenos Aires – com vitórias de Giuliano Losacco, Ingo Hoffmann e Cacá Bueno.

  • Homemcadeira

    O que mudou, na prática? Porque, pela matéria, esse novo nome é só marketing…