Stock Car divulga novidades no regulamento de 2016

A Stock Car começa a 38ª temporada de sua história no próximo fim de semana, dia 6 de março, com a Corrida de Duplas em Curitiba. A principal categoria do automobilismo brasileiro traz algumas novidades em seu regulamento desportivo, que foram anunciadas na tarde desta segunda-feira (29), via Periscope, pelo diretor geral da Vicar – empresa organizadora do evento – Mauricio Slaviero.

A principal de todas as alterações se dá no pit stop, que deixa de ser obrigatório nas corridas. Nas etapas de rodada dupla a duração das provas continua a mesma – 45 minutos mais uma volta na primeira e 30 minutos mais uma volta na segunda -, e seu número de voltas será determinado pelo regulamento particular de cada etapa.

Nas rodadas duplas, o pit stop deixa de ser obrigatório, mas segue permitido. Na primeira corrida do final de semana, o piloto poderá parar nos boxes tanto para reabastecimento ou para troca de pneus somente até o 35º dos 45 minutos da prova. E durante as paradas, primeiro deverá ser feito o reabastecimento e depois a troca de pneus, caso o piloto opte pelas duas operações.

“Isso vai provocar uma variável muito grande nas estratégias por parte dos pilotos. Na primeira corrida, que é a maior, vai vencer o piloto mais rápido; aí quem trabalhar melhor a estratégia pode se dar melhor na segunda prova. Com isso teremos um campeonato muito mais dinâmico”, destaca Mauricio Slaviero, diretor geral da Vicar Promoções Desportivas, empresa organizadora da Stock Car.

A pontuação para as corridas das rodadas duplas também mudou. A primeira prova da etapa vai valer mais pontos do que valia até 2015. O vencedor vai levar 30 pontos, o segundo 25, o terceiro 22 e o quarto 20; do quinto (19) ao 17º a pontuação é decrescente de um em um ponto. O 18º colocado soma 5 pontos, o 19º leva três e o 20º fecha a zona de pontos com um. Na segunda prova, apenas os 14 primeiros pontuam: 15 para o vencedor, 13 para o segundo colocado e 12 para o terceiro. Do quarto (11) ao 14º (1), a pontuação é decrescente de um em um.

Na Corrida do Milhão, marcada para 11 de setembro em Interlagos, o modelo é o mesmo da corrida inicial das rodadas duplas, e na final do campeonato, também em São Paulo em 11 de dezembro, a mesma pontuação será dobrada (60, 50, 44, 40…).

Palco da abertura da temporada neste final de semana, Curitiba recebe a Corrida de Duplas, em que os pilotos titulares trazem pilotos convidados para dividir a condução de seus carros em uma prova com 65 minutos de duração mais uma volta. Para esta etapa, a pontuação também é diferenciada: apenas os seis primeiros somarão pontos: seis para o primeiro, cinco para o segundo, quatro para o terceiro, três para o quarto, dois para o quinto e um para o sexto. “A Corrida de Duplas tem um grande caráter promocional, de trazer grandes nomes internacionais para conhecer a categoria, e isso gera bastante curiosidade de um público que não acompanha sempre a Stock Car”, destacou o diretor.

“A ideia com a mudança na pontuação é privilegiar o desempenho na primeira corrida, que é maior e a ordem do grid segue a do treino de classificação para a largada. Nela já será possível ver e analisar os eventuais candidatos à vitória na segunda corrida de cada fim de semana com base nas estratégias adotadas e no desenvolvimento de cada corrida”, analisa Slaviero.

A Corrida de Duplas, em Curitiba, abre a temporada 2016 da Stock Car no próximo domingo, 6 de março.