Stock Car 2016 traz mudanças sutis no carro, mas aumentam segurança e eficiência

O carro da Stock Car traz algumas mudanças para a temporada 2016, que começa no próximo dia 6 com a Corrida de Duplas em Curitiba. Algumas das alterações foram implementadas já durante o curso do campeonato passado, em 2015, como o reposicionamento e redimensionamento dos radiadores de óleo do motor, agora localizados na parte de trás do protótipo aumentando a eficiência na refrigeração e até mesmo na aerodinâmica do bólido.

Em 2016 outras mudanças entram em prática. A primeira delas é no tanque de combustível. A caixa de alumínio passa agora a ser de fibra de carbono, mais leve, resistente e segura, além de ajudar na absorção de impacto em caso de acidentes. Dentro, uma bolsa de borracha que leva toda a gasolina – como já era no passado. A posição do tanque foi mantida – onde em um carro comum ficaria o assento do passageiro -, mas a peça agora está mais baixa para facilitar a saída do piloto pelo lado direito do carro em caso de necessidade.

Todo o conjunto da direção também foi substituído. Caixa e bomba de direção foram atualizados por peças mais modernas, mais eficientes e de custo mais baixo. Este também foi um dos itens mais testados durante o ano passado pela JL, empresa que constrói e prepara os carros da maior categoria do automobilismo brasileiro. As pastilhas de freio também mudaram. Duramente testadas durante todo o ano de 2015, o novo material agora é desenvolvido e fornecido pela Fras-le.

Na parte da frente, novas mudanças. O assoalho dianteiro foi redesenhado para otimizar o fluxo de ar. Antes confeccionado em madeira e fibra de vidro, o assoalho agora vira uma peça única em fibra de carbono, mais leve e resistente.Assim como as tomadas de ar, também em carbono, agora maiores para permitir uma refrigeração mais eficiente do motor e para os freios, direcionando mais ar para o radiador dianteiro e para os dutos que conduzem aos discos de freio das rodas da frente.