Max Wilson e Vitor Genz brilham na rodada dupla em Cascavel

Resultado de Genz foi Thiago Camilo ficou entre os dez nas duas corridas e ampliou vantagem na liderança. Próxima etapa será a Corrida do Milhão, em Curitiba

A quarta etapa comprovou que a temporada 2017 da Stock Car promete ser uma das mais equilibradas da história da principal categoria do automobilismo brasileiro. Na rodada dupla realizada em Cascavel, as estrelas que brilharam na pisa foram Max Wilson e Vitor Genz. O piloto da RCM Motorsport fez a pole e ganhou a corrida sem ser ameaçado. Já o gaúcho da Eisenbahn Racing Team, usou uma estratégia arriscada para ser o primeiro piloto do Rio Grande do Sul a conquistar uma vitória na Stock Car.

Com um quarto lugar na primeira prova, e um sexto na segunda, Thiago Camilo foi o piloto que mais somou pontos e agora lidera o campeonato com 126 pontos; 14 de vantagem sobre o vice-líder Daniel Serra, que vê a aproximação de Átila Abreu na classificação, com 110.

Corrida 1

Max Wilson mostrou realmente que o seu carro estava imbatível. Depois do bom aproveitamento nos treinos livres e de garantir a pole position, o piloto da RCM Motorsport venceu a primeira corrida da rodada dupla realizada neste domingo, no autódromo de Cascavel. Daniel Serra e Átila Abreu completaram o pódio da prova.

Na largada, Max Wilson preservou a primeira posição, enquanto Daniel Serra saltou para segundo após ultrapassagem sobre Átila Abreu na curva do Bacião. Logo na sequência, Thiago Camilo também ultrapassou Átila, assumindo a terceira posição. Os três primeiros neste momento chegaram a se aproximar um pouco antes da janela para reabastecimento, mas nem mesmo a estratégia na parada nos boxes, foi suficientes para tirar o primeiro lugar de Max Wilson.

“O carro estava muito bom e felizmente deu tudo certo para gente durante a corrida. Tenho que parabenizar o trabalho da equipe, sem eles não teríamos vencido hoje”, comentou Max.

Corrida 2

A opção por preservar pneus e botões de ultrapassagem tem se mostrado a melhor estratégia dos pilotos que não estão na zona de pontuação na primeira corrida para a segunda prova da rodada dupla. Largando na 24ª posição no grid, Vitor Genz, da Eisenbahn Racing Team, aproveitou o pouco tempo na parada de reabastecimento para aparecer entre os primeiros e ultrapassar os adversários para conquistar sua primeira vitória na Stock Car. Lucas Foresti e Guilherme Salas completaram o pódio em Cascavel.

Marcos Gomes preservou a liderança na largada da segunda corrida, enquanto Galid Osman segurava a pressão de Felipe Fraga na briga pela segunda colocação. Pouco antes da janela para reabastecimento, Marcos Gomes e Felipe Fraga tiveram problemas no carro quase que ao mesmo tempo, obrigando a entrada do carro de segurança na pista.

Mas o que realmente decidiu a corrida foi a estratégia. Com a combinação de preservar os botões de ultrapassagem e a rápida parada na janela para reabastecimento, que colocou Vitor Genz próximo da vitória que o levou para a 14a colocação no campeonato, com 37 pontos.

“Cascavel é uma pista que sempre trouxe muita alegria para a minha carreira. São cinco anos de muita luta para estar na Stock Car. Não estava em um final de semana muito bom, mas sabia que tinha um carro rápido para a segunda corrida. Usei todos os botões de ultrapassagem na hora certa, até forcei algumas, mas como tinha uma boa estratégia de combustível, deu tudo certo e cruzamos a linha de chegada até com uma certa folga”.

Punição altera resultado em Cascavel

Uma verificação técnica após a disputa da segunda corrida em Cascavel, os comissários técnicos da Confederação Brasileira de Automobilismo optaram por desclassificar o piloto Lucas Foresti, por uma irregularidade técnica em seu carro. Com isso o resultado da segunda prova foi alterado, assim como a classificação do campeonato.

 

A Stock Ca volta às pistas para a Corrida do Milhão, que acontece no dia 2 de julho, em Curitiba.

Veja como terminou a Corrida 1:

  1. 65 Max Wilson – 37 voltas em 41min12s000
  2. 29 Daniel Serra – a 0.527
  3. 51 Átila Abreu – a 1.191
  4. 21 Thiago Camilo – a 3.101
  5. 90 Ricardo Maurício – a 4.115
  6. 111 Rubens Barrichello – a 4.771
  7. 88 Felipe Fraga – a 5.460
  8. 28 Galid Osman – a 5.726
  9. 77 Valdeno Brito – a 6.477
  10. 80 Marcos Gomes – a 6.743
  11. 4 Julio Campos – a 7.103
  12. 0 Cacá Bueno – a 7.452
  13. 30 Cesar ramos – a 7.968
  14. 8 Rafael Suzuki – a 8.833
  15. 70 Diego Nunes – a 9.802
  16. 110 Felipe Lapenna – a 9.999
  17. 5 Denis Navarro – a 10.894
  18. 10 Ricardo Zonta – a 13.561
  19. 18 Allam Khodair – a 41.472
  20. 83 Gabriel Casagrande – a 1 volta
  21. 117 Guilherme Salas – a 2 voltas
  22. 1 Antonio Pizzonia – a 4 voltas
  23. 12 Lucas Foresti – a 10 voltas

Não completaram 75% da prova:

  1. 46 Vitor Genz
  2. 25 Tuka Rocha
  3. 3 Bia Figueiredo
  4. 73 Sergio Jimenez
  5. 44 Betinho Valério
  6. 31 Marcio Campos
  7. 9 Guga Lima

Resultado sujeito a verificações técnicas e desportivas

Melhor volta – Max Wilson: 1min01s724

 

Veja como ficou a classificação da segunda corrida:

  1. 46 Vitor Genz – 36 voltas em 41min59s199
  2. 117 Guilherme Salas – a 10.376
  3. 25 Tuka Rocha – a 12.178
  4. 111 Rubens Barrichello – a 14.282
  5. 21 Thiago Camilo – a 16.193
  6. 4 Julio Campos – a 16.671
  7. 51 Átila Abreu – a 17.035
  8. 70 Diego Nunes – a 17.104
  9. 9 Guga Lima – a 17.278
  10. 3 Bia Figueiredo – a 17.709
  11. 5 Denis Navarro – a 20.963
  12. 30 Cesar Ramos – a 21.708
  13. 0 Cacá Bueno – a 21.712
  14. 29 Daniel Serra – a 23.408
  15. 8 Rafael Suzuki – a 27.192
  16. 65 Max Wilson – a 28.742
  17. 44 Betinho Valério – a 42.504
  18. 18 Allam Khodair – a 1 volta
  19. 28 Galid Osman – a 1 volta
  20. 90 Ricardo Maurício – a 7 voltas

Não completaram 75% da prova

  1. 31 Marcio Campos
  2. 110 Felipe Lapenna
  3. 80 Marcos Gomes
  4. 88 Felipe Fraga
  5. 1 Antonio Pizzonia
  6. 83 Gabriel Casagrande
  7. 73 Sergio Jimenez
  8. 10 Ricardo Zonta*
  9. 77 Valdeno Brito*
  10. 12 Lucas Foresti**

* Excluídos por não cumprirem o pit stop obrigatório

** Desclassificado por irregularidade técnica

Resultado sujeito a verificações técnicas e desportivas

 

Classificação do campeonato:

  1. Thiago Camilo – 128
  2. Daniel Serra – 113
  3. Átila Abreu – 111
  4. Max Wilson – 105
  5. Rubens Barrichello -102
  6. Ricardo Maurício – 91
  7. Marcos Gomes – 76
  8. Felipe Fraga – 76
  9. Cacá Bueno – 72
  10. Tuka Rocha – 55
  11. Ricardo Zonta – 48
  12. Valdeno Brito – 47
  13. Julio Campos – 37
  14. Rafael Suzuki – 37
  15. Vitor Genz – 37
  16. Galid Osman – 36
  17. Diego Nunes – 34
  18. Allam Khodair – 32
  19. Felipe Lapenna – 30
  20. Guilherme Salas – 30
  21. Antonio Pizzonia – 28
  22. Cesar Ramos – 27
  23. Denis Navarro – 25
  24. Gabriel Casagrande – 20
  25. Lucas Foresti – 16
  26. Guga Lima – 15
  27. Bia Figueiredo – 15
  28. Sergio Jimenez – 14
  29. Marcio Campos – 10
  30. Betinho Valério – 5