Lucas Foresti abandonou na Argentina: “Não tem como medir a frustração”

Debaixo de chuva, Stock Car têm rodada dupla caótica e repleta de toques que tirou muita gente boa da disputa

Depois de realizar todos seus treinos na pista seca, a volta da Stock Car à Argentina aconteceu com bastante chuva. E chuva significa caos. Isso fez com que todas as equipes partissem do zero, sem nenhuma referência de comportamento do carro em piso molhado, o que embolou completamente o grid.

Largando de 18º, Lucas Foresti optou por priorizar a segunda corrida, uma vez que a primeira seria um Deus nos acuda. Após receber a bandeirada em 11º, tudo estava preparado para que a prova complementar fosse um sucesso. Rodando oito décimos mais rápido que o vencedor Rubens Barrichello – e já abastecido, ao contrário do campeão de 2014 -, Lucas seguia o plano à risca, mas a chance real de vitória foi aniquilada após o piloto levar um toque e terminar ao contrário, encostado em outro carro que, assim como Lucas, também acabou abandonando sem culpa.

“O carro estava voando, estávamos chegando nos primeiros, tínhamos condições de ganhar pois priorizamos a corrida 2, mas tomei um toque na traseira, rodei e terminei com o carro do Galid Osman parado de frente pra mim e o meu quebrado. Não tem como medir a frustração”, comenta Lucas, que pelo menos conseguiu levar para o Brasil uma dezena de pontos.

E o próximo encontro da Stock Car está marcado para o dia 22 deste mês em Tarumã (RS).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *