Fraga e Camilo vencem na rodada dupla de Curitiba

Felipe Fraga venceu a primeira bateria em Curitiba e Thiago Camilo conseguiu a vitória na segunda bateria da Stock Car

 

Felipe Fraga liderou de ponta a ponta a primeira bateria da Stock Car em Curitiba. Na segunda bateira ele chegou na 14ᵅ  posição e somou mais 1 ponto, totalizando 31 na etapa e abrindo 44 para o segundo colocado Rubens Barrichello.

Na primeira bateria após se defender durante a largada, Fraga se manteve a frente de Ricardo Maurício para garantir a quarta vitória na temporada e dar um passo importante rumo ao título.

Rubens Barrichello não mantinha um bom ritmo e logo na largada foi ultrapassado por Júlio Campos, caindo para a quinta colocação. Seguiu perdendo posições e na volta 25 parou nos boxes para trocar o pneu dianteiro esquerdo e reabastecer, apostando na segunda corrida. Retornou a pista e terminou em 12ᵒ sendo o mais bem colocado dos pilotos que realizaram paradas.

O pódio foi completado por Allam Khodair que assumiu a terceira posição graças aos abandonos de Tiago Camilo e Marcos Gomes. Camilo imprimia um forte ritmo mas um furo no radiado o obrigou a abandonar a corrida para que não houvesse superaquecimento do motor. Ele vinha na quinta colocação e poucas voltas antes já havia entrado nos boxes priorizando a segunda corrida do dia.

O abandono de Marcos Gomes a 3 voltas do fim foi causado por um problema em sua suspensão. Ele estava na terceira colocação mas foi obrigado a se recolher aos boxes.

Os cinco primeiros foram completados por Daniel Serra, na quarta colocação e Valdeno Brito.

Confira a relação com as dez primeiros colocados, determinando o grid de largada da segunda corrida do dia, invertido do primeiro ao décimo:

1- F. Fraga
2- R. Mauricio
3- A. Khodair
4- D. Serra
5- V. Brito
6- J. Campos
7- L. Foresti
8- C. Bueno
9- T. Rocha
10- R. Abbate

Com o grid de largada invertido para a segunda corrida, Raphael Abbate largou em primeiro seguido por Tuka Rocha. Cacá Bueno e Lucas Foresti formaram a segunda fila.

Júlio Campos, que largou na quinta colocação atingiu Abbate já na curva 1, com o toque ambos os pilotos abandonaram a corrida. A direção de prova advertiu Campos pela manobra.

Com isso Cacá Bueno assumiu a ponta seguido por Allam Khodair e e Daniel Serra.

Após muitos pilotos pararem nos boxes incluindo os três primeiros, Cacá, Khodair e Serra, Rubens Barrichello tomou a liderança com boa vantagem para o segundo colocado, Vitor Genz.

Tiago Camilo vinha imprimindo um ritmo muito forte e na volta 16 fez boa ultrapassagem sobre Genz que era o terceiro colocado. Nesse momento a diferença de Barrichello para o segundo , Camilo, era de 6,6 segundos.

Mas na volta 18, apenas 3 voltas para o fim da corrida, Felipe Lapenna bateu na barreira de pneus obrigando a entrada do safety-car.

A vantagem de Barrichello para Camilo foi então anulada e, com ritmo mais forte, Camilo fez a ultrapassagem restando apenas uma volta para o fim da corrida.

Na relargada Max Wilson que vinha na quarta colocação ultrapassou Genz terminando na terceira posição.
Confira os 10 melhores colocados na segunda corrida em Curitiba:

1- T. Camilo
2- R. Barrichello
3- M. Wilson
4- V. Genz
5- G. Osman
6- D. Navarro
7- S. Jimenez
8- B. Girolani
9- D. Dirani
10- Casagrande