Erro no pit-stop tira vitória de Átila Abreu em Londrina

Vencedor do Fan Push, Ricardo Zonta também tem jornada conturbada mas permanece entre os dez melhores do campeonato

A Shell V-Power esteve perto de conquistar a primeira vitória na temporada 2018 da Stock Car com Átila Abreu, na segunda corrida de Londrina. No entanto, um drive through nas voltas finais tirou essa possibilidade. De qualquer forma, o sorocabano conseguiu seu melhor resultado no ano, com um sexto lugar na primeira bateria, enquanto Zonta pontuou nas duas provas, em 13º e 11º, respectivamente, e segue no top10 da tabela.

Na corrida, 1, Átila e Zonta evitaram toques na largada e mantiveram a décima e 11ª posições do grid. Numa pista de dificílimas ultrapassagens, Átila começou a evoluir na nona volta, ao subir para o nono lugar, enquanto Zonta, que chegou a rapidamente cair para 12º, também entrou no top10, na 12ª passagem.

A progressão da dupla da Shell V-Power continuou, com Átila subindo para oitavo na 14ª volta. Logo depois, começou a janela para reabastecimento e Zonta entrou de cara, enquanto Átila estendeu a janela o máximo possível antes do pit stop.

Na volta à pista, Zonta ficou encaixotado num pelotão de vários carros e ficou em 13º, enquanto Átila, mesmo colocando uma quantidade significativa de combustível e trocando os dois pneus do lado direito no pit stop, subiu para a sexta colocação no fim da janela de paradas.

Nas voltas finais, Átila ainda aumentou o ritmo para tentar o top5, mas ficou a dois segundos do quinto colocado, enquanto Zonta, que chegou a subir para 12º, caiu de novo para 13º nas voltas finais da bateria.

Ricardo Zonta foi um dos contemplados com o Fan Push, um disparo extra do botão de ultrapassagem, mas ficou parado na saída para a volta de apresentação e, depois que finalmente o carro funcionou, teve de largar do fim do pelotão. Já Átila caiu de quinto para sexto quando a bandeira verde foi agitada.

Na abertura da oitava volta, o sorocabano voltou ao top5 e conseguiu abrir sobre seus perseguidores mais próximos. Átila subiu para a quarta posição na 12ª volta depois após uma punição a Felipe Fraga por queima de largada. Enquanto isso, Zonta sofria no meio do tráfego do fim do pelotão.

Uma intervenção do safety car juntou os carros, e Átila manteve a quarta posição na relargada. Logo em seguida, começou a janela de pit stops e o sorocabano do carro #51 repetiu a tática da prova anterior, estendendo sua janela, enquanto o paranaense entrou logo.

Com uma pilotagem perfeita nas voltas que antecederam seu pit stop, Átila ganhou tempo e, quando voltou à pista, assumiu a liderança. Zonta também se beneficiou com os pit stops, e ganhou cinco posições.

No entanto, Átila foi obrigado a fazer um drive through nos boxes, por uma irregularidade no procedimento de pit stop. Com isso, o sorocabano saiu da briga pela vitória e completou a corrida em 16º, enquanto Zonta cresceu nas últimas voltas e terminou em 11º.

O próximo desafio para a Shell V-Power na Stock Car será no circuito de Santa Cruz do Sul (RS), daqui a duas semanas.

Stock Car - Londrina
Foto: Fabio Davini/ Divulgação

 

O que eles disseram:

“Estamos em nono no campeonato, tomara que seja a pior posição no ano. Foi a primeira vez que tivemos um carro muito complicado, nunca tive um problema desse. Tentamos ser muito agressivos, foi indo, foi indo, e passamos do limite. O que fizemos na classificação e na corrida serve de aprendizado para as próximas provas. Obrigado aos que me proporcionaram ser premiado mais uma votação do Fan Push este ano”

Ricardo Zonta, piloto do carro #10

“É lógico que estou aborrecido pela vitória que escapou aqui em Londrina. Tivemos um carro rápido em todas as etapas do ano, e em todas as etapas problemas nos impediram de transformar a performance em pontos no campeonato. Mas não é hora de apontar o dedo pra ninguém. O automobilismo é um esporte coletivo: ganhamos e perdemos juntos. Vamos tirar as lições do que aconteceu aqui hoje para voltar mais fortes no restante da temporada”

Átila Abreu, piloto do carro #51

 

“Estamos muito decepcionados, tínhamos um bom ritmo na corrida mas desperdiçamos pontos. Tivemos problemas no pit stop do Átila, com uma sequência de erros. O carro parou torto, fora da posição, o abastecedor ficou mal posicionado, a hora em que ele puxou o galão, ficou enroscado. E o responsável já estava erguendo o carro. Uma pena porque a corrida do Átila estava na mão, era só trazer para casa. O problema com o Zonta na segunda prova foi que o carro não pegou por algum problema na bateria. Chegou a bateria auxiliar, mas quando ele conseguiu sair, o grid todo já tinha passado, e ele precisou largar em último”

Thiago Meneghel, chefe da equipe Shell V-Power

 

Classificação do campeonato:

1º D.Serra – 116 pontos
2º C.Bueno – 80
3º F.Fraga – 76
4º R.Barrichello – 72
5º M.Wilson – 68
6º L.di Grassi – 68
7º M.Gomes – 67
8º J.Campos – 66
9º R.Zonta – 52
10º G.Casagrande – 48