Em prova caótica, Daniel Serra e João Paulo de Oliveira vencem em Interlagos

Dupla faz excelente troca e se aproveita de Safety Car para vencer. Barrichello cruza em segundo. Felipe Massa e Cacá Bueno terminam em 13º.

A estreia da temporada 2018 da Stock Car, foi realizada em caráter dramático no Autódromo de Interlagos. Em corrida de duplas, a chuva roubou a cena no início da prova, atrapalhando bem a estratégia de muitos. Quem se deu bem foi a dupla João Paulo de Oliveira e Daniel Serra, que se aproveitaram da entrada do Safety Car, e de boas ultrapassagens para vencer.

Rubens Barrichello que fez sua primeira prova, após passar por um problema de saúde, cruzou a linha de chegada em segundo, com seu parceiro Filipe Albuquerque. O pódio foi completado pela dupla César Ramos e Kelvin Van der Linde, que fizeram uma grande prova e lideraram por um bom tempo.

A estreia de Felipe Massa na categoria foi bem discreta. Cacá Bueno entregou o carro para o ex-F1, na sexta colocação, mas na relargada, Massa não conseguiu se impor diante dos adversários e perdeu algumas posições, caindo para 12º. O piloto da Cimed Racing, terminou a prova em 13º.

Confira o relato da prova:

Antes da largada, quando os carros faziam volta de apresentação, a chuva começou a cair no Autódromo de Interlagos, provocando uma bandeira vermelha, antes da largada.

Os carros voltaram a alinhar no grid, para a troca de pneus para chuva. Cerca de 30 minutos depois da paralisação, os carros voltaram para um novo procedimento de largada, agora, com Safety Car e pneus para chuva.

O cronômetro foi disparado na regressiva e a corrida foi iniciada, atrás do carro de segurança liderando o pelotão. Após oito minutos, o Safety Car recolheu para os boxes e a corrida foi iniciada, com bandeira verde.

João Paulo Oliveira sumiu na frente, liderando, e Lucas Di Grassi, que largou em segundo, rodou na reta dos boxes, batendo no muro. O piloto brasileiro retornou para a pista.

Após a primeira volta, os 10 primeiros eram: Oliveira (Daniel Serra), César Ramos, Filipe Albuquerque (Barrichello), Fraga, Zonta, Muller (Camilo), Gomes, Cacá Bueno, Piquet e Diego Nunes.

Duas voltas depois, César Ramos, em segundo, começava a pressionar o líder, João Paulo de Oliveira, trazendo com ele o português, Filipe Albuquerque. O piloto da Super GT japonesa, se defendia muito bem dos ataques de Ramos, mas, faltando 46 minutos para o fim, o gaúcho assumiu a ponta. Albuquerque se aproveitou e também passou JP, na Curva do Lago.

Lucas Di Grassi abandonava de vez a prova, na volta seis. Enquanto Cacá Bueno escalava o pelotão e já era o sétimo. Zonta também surpreendia, fazendo a ultrapassagem em Nico Muller e Felipe Fraga.

Cacá Bueno se aproveitou de um enrosco entre Nico Muller e Fraga, e fez uma ultrapassagem dupla, subindo para quinta colocação.

Na volta 10, Zonta começava a pressionar o João Paulo de Oliveira, em busca da terceira colocação. Zonta conseguiu a ultrapassagem em cima do piloto da Eurofarma, enquanto Cacá Bueno se aproximava dos dois. Na volta 13, Cacá também conseguia a ultrapassagem no carro número 29, subindo para a quinta colocação.

Zonta continuava implacável e desta vez a vítima era Filipe Albuquerque, Zonta já era o segundo colocado, mas tinha uma desvantagem de cinco segundos para o líder, César Ramos.

Na volta 14, o pneu de Nico Muller, parceiro de Thiago Camilo, estourou na reta dos boxes, danificando bem a carenagem do carro da equipe de Andreas Mattheis. Como ficou com muitos destroços na pista, o Safety Car foi acionado novamente.

Ainda sob Safety Car, na volta seguinte, um carro da mesma equipe da dupla Camilo/Muller, teve o mesmo problema: o pneu traseiro direito explodiu e forçou o abandono de Bia Figueiredo e Beto Monteiro.

No final da volta 17, o Carro de Segurança voltou para o box e a corrida foi reiniciada. A pista já estava bem seca em alguns pontos do traçado.

Ramos relargou bem, seguido por Zonta, Albuquerque e Cacá Bueno. João Paulo Oliveira perdeu a posição para Marcos Gomes, caindo para sexta posição.

Na volta 18, os boxes foram abertos para as paradas de troca de pneus e de pilotos. Enquanto isso, Cacá, subia para a terceira colocação. Ricardo Zonta foi o primeiro a parar, junto com Filipe Albuquerque, que dariam o lugar para Laurens Vanthoor e Rubens Barrichello, respectivamente.

Na volta 20, foi a vez de Cacá Bueno parar e entregar o carro para Felipe Massa. Enquanto isso Nelsinho Piquet rodou e ficou parado na área de escape da Curva do Lago.

O Safety Car foi acionado novamente. Todos que estavam parando, já colocavam os pneus slicks, pois a pista já estava bem seca.

Na volta 23, o Safety voltou para os boxes e a corrida foi reiniciada, agora, com menos de 10 minutos para o final.

Na relargada, Daniel Serra, assumiu o cockpit do 29 e assumiu a liderança da corrida, com Rubens Barrichello em segundo, Kelvin Van Der Linde, em terceiro e Laurens Vanthoor em quarto.Porém, belga ultrapassou o sul-africano, assumindo o terceiro posto.

A corrida ia chegando ao fim e Daniel Serra era cada vez mais líder, pois abria uma distância confortável de Barrichello. Van der Linde seguia em terceiro, seguido de perto por Vanthoor.

Na última volta, Daniel Serra confirmou a liderança e venceu a prova, Barrichello tentou se aproximar, cravando a melhor volta da corrida, na volta anterior, mas não o suficiente, para vencer. Kelvin Van der Linde, completou o pódio, em terceiro. Em sua estreia na Stock Car, Felipe Massa terminou a corrida apenas na 13ª colocação.

 

Resultado Oficial – Corrida de Duplas – Stock Car:
1. 29 D.Serra/J.P.Oliveira (Eurofarma RC) – 31 voltas em 1h02min03s255 (média de 129,1 km/h)
2. 111 R.Barrichello/F.Albuquerque (Full Time Sports) – a 2s214
3. 90 R.Maurício/F.Nasr (Full Time Sports) – a 7s094
4. 10 R.Zonta/L.Vanthoor (Shell V-Power) – a 7s757
5. 65 M.Wilson/F.Giaffone (Eurofarma RC) – a 10s024
6. 80 M.Gomes/P.Derani (Cimed Racing) – a 11s237
7. 18 A.Khodair/A.Hellmeister (Blau Motorsport) – a 12s372
8. 8 R.Suzuki/J.K.Vernay (Hot Car Bardahl) – a 15s232
9. 117 G.Salas/M.Altuna (Hot Car Bardahl) – a 18s014
10. 12 L.Foresti/J.D’Ambrosio (Cimed Racing) – a 20s786
11. 51 A.Abreu/M.Winterbottom (Shell V-Power) – a 22s408
12. 30 C.Ramos/K.V.D.Linde (Blau Motorsport) – a 26s428*
13. 0 C.Bueno/F.Massa (Cimed Racing) – a 28s340
14. 1 A.Pizzonia/O.Jarvis (Prati-Donaduzzi) – a 47s991
15. 9 G.Lima/G.Myasava (Squadra G-Force) – a 1min00s757
16. 77 V.Brito/J.Bleekemolen (Eisenbahn Racing Team) – a 1min18s313
17. 55 S.Jimenez/F.Carbone (Squadra G-Force) – a 1 volta
18. 43 V.Meira/V.Orige (Scuderia Colón) – a 1 volta
19. 25 T.Rocha/R.Matos (Vogel Motorsport) – a 1 volta
20. 5 D.Navarro/F.Girolami (Cavaleiro Sports) – a 1 volta
21. 28 G.Osman/D.Fineschi (Cavaleiro Sports) – a 1 volta
22. 84 T.Marques/F.Croce (Scuderia Colón) – a 1 volta*
23. 46 V.Genz/D.Muffato (Eisenbahn Racing Team) – a 6 voltas
24. 4 J.Campos/J.Green (Prati-Donaduzzi) – a 8 voltas

NÃO COMPLETARAM:
25. 110 F.Lapenna/G.Robe (Cavaleiro Sports) – a 11 voltas
26. 44 B.Baptista/N.Figueiredo (Hero Motorsport) – a 11 voltas
27. 33 N.Piquet/R.Frijns (Texaco Racing) – a 12 voltas
28. 70 D.Nunes/L.Burti (Texaco Racing) – a 13 voltas
29. 21 T.Camilo/N.Mueller (Ipiranga Racing) – a 13 voltas
30. 3 B.Figueiredo/B.Monteiro (Ipiranga Racing) – a 16 voltas
31. 88 F.Fraga/N.Catsburg (Cimed Racing) – a 16 voltas
32. 83 G.Casagrande/C.V.D.Drift (Vogel Motorsport) – a 18 voltas
33. 11 L.Di Grassi/A.Farfus (Hero Motorsport) – a 27 voltas

MELHOR VOLTA: 29 D.Serra/J.P.Oliveira, 1min37s867 (158,5 km/h)

*Penalizados em 20 segundos no tempo total de prova por realizarem parada obrigatória durante procedimento de safety car

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *