Dakar 2016 – Carros: Peterhansel conquista seu 12º título

A dupla dos franceses Stéphane Peterhansel /Jean-Paul Cottret (Peugeot DKR 2008) é a campeã do Rally Dakar 2016. Este é o sexto título da dupla na categoria, o 12º de Peterhansel.

A prova teve sua 13ª e última etapa realizada neste sábado (16/01), num percurso com 699 km, sendo 180 km de trechos cronometrados. O roteiro iniciou na cidade de Villa Carlos Paz e a chegada foi em Rosário, na Argentina.

Este foi o primeiro título de Peterhansel e Cottret na Peugeot, fabricante que em 2015 decidiu voltar ao Dakar. Foi uma aposta arriscada, tanto da dupla como do fabricante francês. Peterhansel era piloto da equipe Mini em 2014, mas parece ter ficado frustrado com a decisão do alemão Sven Quandt, chefe da equipe que decidiu que a vitória do Dakar 2014 deveria ser do espanhol Nani Roma. Já a Peugeot decidiu apostar num carro totalmente diferente dos vencedores modelos 4×4, o 205 T16, bicampeão em 1987 e 1988, e 405 T16, vitorioso em 1989 e 1990. Para esta nova jornada campeã foi projetado um buggy com motor diesel, o Peugeot 2008 DKR.

Na estreia em 2015 o resultado ficou longe do desejado, mas uma enorme evolução ficou clara nesta edição. A equipe dominou completamente a prova, numa disputa interna de Peterhansel e Cottret com seus companheiros de equipe, incialmente a dupla dos franceses Sébastien Loeb / Daniel Elena, que capotaram quando lideravam, e na sequência com a dupla dos espanhóis Carlos Sainz / Lucas Cruz, que abandonou com problemas mecânicos.

A dupla do catariano Nasser Al-Attiyah e o inglês Matthieu Baumel (Mini All4 Racing) conquistou a segunda colocação. Nasser e Matthieu defendiam o título de 2015. Nasser também venceu em 2011, com a Volkswagen. A dupla foi consistente, sempre com regularidade de ótimos resultados, mas não conseguiu ter a velocidade de Peugeot na primeira parte do Dakar.

A terceira colocação ficou com o a dupla do sul-africano Giniel de Villiers e o alemão Dirk Von Zitzewitz (Toyota Hilux V8). Também sempre consistentes, não conseguiram ameaçar os dois ponteiros, mas fizeram uma excelente prova e superaram os demais adversários para conquistar seu quarto pódio consecutivo.

A quarta colocação ficou com uma dupla formada por um piloto estreante, o finlandês Mikko Hirvonen, e um dos navegadores com mais títulos no Dakar, o francês Michael Perin (Mini All4 Racing), que voltou de sua aposentadoria. Hirvonen e Perin mostraram que gostaram de vencer a 12ª etapa e tentaram repetir o feito neste sábado, sendo superados apenas por Loeb e Elena. Hirvonen e Perin não queriam apenas a vitória na etapa, eles tentaram buscar a terceira colocação na geral, mas o esforço foi insuficiente.

Também muito consistente e evoluindo em relação ao resultado de 2015, a dupla dos sul-africanos Leeroy Poulter / Robert Howie (Toyota Hilux V8) completou a lista dos top 5 nesta 38ª edição do Dakar.

Classificação da 13ª e última etapa (extraoficial):

1 – Sébastien Loeb / Daniel Elena (Peugeot DKR 2008): 01:46:51

2 – Mikko Hirvonen / Michael Perin (Mini All4 Racing): + 00:01:13

3 – Nasser Al-Attiyah / Matthieu Baumel (Mini All4 Racing): + 00:01:36

4 – Cyril Despres / David Castera (Peugeot DKR 2008): + 00:01:36

5 – Leeroy Poulter / Robert Howie (Toyota Hilux V8): + 00:02:04

Classificação geral após a 13ª etapa (extraoficial):

1 – Stéphane Peterhansel /Jean-Paul Cottret (Peugeot DKR 2008): 45:22:10

2 – Nasser Al-Attiyah / Matthieu Baumel (Mini All4 Racing): + 00:34:58

3 – Giniel de Villiers / Dirk Von Zitzewitz (Toyota Hilux): + 01:02:47

4 – Mikko Hirvonen / Michael Perin (Mini All4 Racing): + 01:05:18

5 – Leeroy Poulter / Robert Howie (Toyota Hilux V8): + 01:30:4316