Único brasileiro das Motos no Dakar, Jean Azevedo abandona a competição

O piloto Jean Azevedo, único brasileiro na categoria Motos do Rally Dakar, abandonou a competição na manhã desta quinta-feira depois de largar do acampamento de Jujuy, na Argentina, com destino a Uyuni, na Bolívia.

Após a etapa maratona, quando nem mesmo os pilotos puderam fazer a manutenção dos veículos, Jean cedeu o radiador para o colega de equipe Honda South America Rally Team (HSA) Javier Pizzolito, da Argentina, e que estava com a peça danificada.

Esta escolha foi feita por vários motivos. No dia 4 de janeiro, Jean sofreu uma queda forte, bateu a cabeça e o ombro, e está sentindo fortes dores nas mãos, braços e na região das costelas. Devido ao acidente, o tanque de combustível foi danificado, o que o obrigou a andar devagar para poder completar a etapa, ficando na 132ª na classificação geral.

“Todos no Dakar estão em busca da vitória ou de bons resultados pessoais, mas somos uma equipe e também estou aqui para trabalhar e ajudar a Honda a vencer o Dakar. Não importa quem poderia ganhar; o que interessa é a marca terminar campeã. Por isso optei em sacrificar a minha corrida cedendo o radiador ao Pizzolito”, afirmou Jean.