Senna aposta em confiabilidade em Paul Ricard

Circuito francês recebe primeiro encontro das equipes no prólogo da ‘supertemporada’

Espécie de ensaio geral das equipes, o prólogo da ‘supertemporada’ do Campeonato Mundial de Endurance (FIA WEC) – que tem abertura marcada para maio na Bélgica e terminará nas 24 Horas de Le Mans de 2019 – será realizado nesta sexta-feira e sábado no circuito francês de Paul Ricard. Será também a estreia de Bruno Senna na divisão LMP1 depois da conquista do título da LMP2 no ano passado. O suíço Neel Jani e o alemão André Lotterer completam o trio da Rebellion Racing ao volante do Oreca-Gibson.

Bruno está animado com o início de vida na nova classe. “Acho que vai ser um teste bastante útil. Será um trabalho praticamente desde o começo, porque o carro até agora só deu cinco voltas no shakedown. Temos muito o que fazer, embora alguns componentes ainda não tenham chegado. A concorrência será forte porque já tem muito mais quilometragem que a gente. Em compensação, como nosso pacote é de evolução e não um projeto novo, teoricamente nossa vantagem será a confiabilidade”, analisou.

Na verdade, a Rebellion Racing já está olhando mais adiante. “Estes dois dias serão intensos. Espero que a gente consiga acertar tudo para os treinos em Magny-Cours, antes das 6 Horas de Spa-Francorchamps. A ideia é levar para a França o máximo de informações e, aí sim, começarmos a focar em performance e resistência”, completou Bruno. O conjunto do brasileiro tem potencial para ser protagonista do Mundial de Endurance. Com o conceito cada vez mais elevado, Bruno terá ao seu lado pilotos experientes na categoria e com vitória nas 24 Horas de Le Mans, conquista que é uma das grandes metas da Rebellion Racing nas duas edições da prova constantes do calendário.