Alonso reafirma compromisso com a Toyota e WEC após Le Mans

Fernando Alonso tem uma grande decisão para fazer depois que venceu as 24 Horas de Le Mans, com a Toyota Gazoo Racing.

O espanhol está mirando a “Tríplice Coroa do Automobilismo”. Alonso, que venceu por duas vezes o GP de Mônaco e agora tem Le Mans, só precisa conquistar as 500 Milhas de Indianápolis, para agarrar a marca histórica.

Na busca da Tríplice Coroa, Alonso poderia não participar do GP de Mônaco, que se choca com Indianápolis, assim como fez em 2017, entretanto, essa pode não ser a opção preferida.

O espanhol já disse que permanece comprometido com a temporada completa do Campeonato de Endurance (WEC), com a Toyota, até junho próximo, com a atual “super temporada” apresentando duas edições de Le Mans.

“Eu não participei apenas para a experiência de Le Mans, eu entrei na Super Temporada porque eu quero lutar pelo campeonato mundial”, disse ele a repórteres no Circuito de la Sarthe.

Mas se a temporada no WEC está garantida, o mesmo não pode ser dito ainda sobre a F1 em 2019.

“Acho que a coisa mais importante para mim é pensar na direção que a Fórmula 1 está seguindo”, disse Alonso recentemente sobre seu futuro.

Tom Kristensen, piloto dinamarquês, notório vencedor das 24 Horas de Le Mans, cogita os novos caminhos do bicampeão da F1.

“Alonso chegou e conquistou Le Mans … e não deu um passo errado. Eu não prevejo que ele vai parar na F1, mas ele definitivamente voltará à Indy 500. Talvez ele faça uma temporada completa”, disse Kristensen para a “Eurosport”.