24h de Le Mans: Esquadrão brasileiro vai para o ataque buscando a vitória nas categorias LMP1, LMP2 e LMGTE Pro

A maior festa do automobilismo mundial vai começar. A 86ª edição das 24h de Le Mans, segunda etapa da supertemporada 2018/2019 do Campeonato Mundial de Endurance (FIA WEC), tem início marcado para esta quarta-feira (13) com os primeiros treinos livres, mas a movimentação na tradicional pista francesa, localizada cerca de 200 km ao sul de Paris, já começou e tem como um dos destaques um verdadeiro esquadrão brasileiro. São oito pilotos, com a lista começando com Bruno Senna e Gustavo Menezes na categoria LMP1, André Negrão e Felipe Nasr pela LMP2 e Daniel Serra, Pipo Derani, Tony Kanaan e Augusto Farfus na LMGTE Pro.

A programação de pista para a corrida começa nesta quarta, mas o público presente no local poderá acompanhar uma série de atrações de entretenimento, todas focadas para maximizar a experiência, transformando-a em algo inesquecível. Dentro da disputa, além dos brasileiros, um grid recheado de máquinas de marcas como Toyota, Porsche, Ford, Ferrari, Aston Martin, Corvette, BMW, entre outras, além de pilotos mundialmente famosos como Fernando Alonso e Jenson Button, ambos campeões mundiais de Fórmula 1.

Nicholas Duduch, CEO da N/DUDUCH Motorsports, empresa que promove e organiza a etapa brasileira do Campeonato Mundial de Endurance (FIA WEC), que retornará ao calendário da categoria na próxima temporada, fala sobre sua expectativa para o fim de semana em Le Mans. “A temporada 2018 do campeonato mal começou e agora estamos aqui em Le Mans para a disputa da mais famosa e emblemática das provas do esporte a motor do mundo”, diz Nicholas.

“É um prazer, não só por ser um dos executivos da N/DUDUCH Motorsports aqui representados, mas também como promotor da etapa brasileira e um apaixonado por este mundo da velocidade, estar presente e ter a oportunidade de vivenciar de perto tudo o que as 24h de Le Mans têm para oferecer. Estamos aqui, acima de tudo, para estreitar ainda mais os laços com a organização do FIA WEC e ver de perto tudo que podemos trabalhar para entregar aos fãs brasileiros e do esporte, na próxima temporada, em Interlagos. Boa sorte para todos os competidores e, principalmente, aos que carregam a bandeira do Brasil”, diz Duduch.

Pilotos brasileiros falam sobre disputa em Le Mans

Bruno Senna, piloto da categoria LMP1 na equipe Rebellion Racing
Carro Rebellion R13 – Gibson #1 ao lado de André Lotterer e Neel Jani

“Vai ser bem legal a corrida, estamos muito animados. Nosso carro está cada vez mais competitivo com o trabalho que estamos fazendo e nos dias de testes, no início da semana, estávamos próximas da Toyota. Claro que eles ainda vão mostrar todo o potencial do equipamento deles, mas não estamos longe. Precisamos apertá-los durante a corrida para forçar erros de estratégia e, assim, vamos conseguir lutar por pódios e, se tudo der certo, por vitória, embora seja bem mais difícil. Temos vários pilotos brasileiros aqui e estamos bem representados em Le Mans. Espero que seja uma etapa boa para todos nós. O clima está bem instável, o que vai criar várias surpresas, mas espero que não chova muito durante a noite. Vamos trabalhar para desenvolver o nosso carro o máximo possível até a prova para lutar na dianteira”.

Gustavo Menezes, piloto da categoria LMP1 na equipe Rebellion Racing
Carro Rebellion R13 – Gibson #3 ao lado de Thomas Laurent e Mathias Beche

“Le Mans é sempre uma semana muito especial. Trata-se de uma das corridas mais importantes do calendário e uma das maiores do mundo com competidores e campeões com experiências das mais variadas categorias. Correr na categoria LMP1 vai ser algo especial para mim, mesmo tendo vencido em 2016 na LMP2 o que foi um dos melhores momentos da minha carreira. Agora, com a oportunidade de competir na categoria de maior destaque tendo chance de vencer de forma geral é algo incrível. Nossa equipe trabalhou e ainda continua trabalhando muito para garantir um carro competitivo e estão fazendo um ótimo trabalho. Terminar a corrida já é algo para nos orgulharmos, mas vamos com tudo para tentar fazer o melhor resultado possível”.

André Negrão, piloto da categoria LMP2 na equipe Signatech Alpine Matmut
Carro Alpine A470 – Gibson #36 ao lado de Nicolas Lapierre e Pierre Thiriet

“Os treinos iniciais foram bons, mas ainda temos que trabalhar mais em cima do carro. Com certeza será uma corrida longa e difícil, mas temos boas expectativas para a disputa. Claro que será uma corrida difícil contra grandes equipes, mas temos tudo para andar bem e temos que ficar o mais longe possível dos acidentes. Com isso, fazendo a nossa corrida, tem tudo para dar certo e conquistarmos um resultado ainda melhor do que tivemos ano passado quando chegamos em terceiro lugar. Le Mans é um lugar muito legal, sempre sendo uma grande corrida ficando ao lado de Mônaco e Indianápolis. A torcida fica próxima da gente. É uma experiência fantástica estar aqui”.

Felipe Nasr, piloto da categoria LMP2 na equipe Cetilar Villorba Corse
Carro Dallara P217 – Gibson #47 ao lado de Roberto Lacorte e Giorgio Sernagiotto

“Estou muito feliz por ter essa oportunidade de estar em Le Mans convidado pela Dallara e pela Equipe Cetilar Villorba. É um sonho que tenho e depois que andei na pista fiquei ainda mais feliz pois ela é sensacional! Na categoria que vou correr, a LMP2, são 20 carros de equipes e pilotos bons e conhecidos, desta forma acredito que vai ser uma briga muito boa. Eu vou pilotar o Dallara #47, o mesmo chassi que usamos na IMSA no meu Whelen Cadillac DPi-VR com o qual venci em Detroit e vou liderando os dois Campeonatos de Endurance da América do Norte. Não vejo a hora de voltar a acelerar nessa quarta-feira. Somos oito brasileiros dessa vez em Le Mans, por isso contamos com a torcida de todos!”.

Daniel Serra, piloto da categoria LMGTE Pro na equipe AF Corse
Carro Ferrari 488 GTE Evo #51 ao lado de James Calado e Alessandro Pier Guidi

“Já começaram as primeiras atividades com a equipe e vamos iniciar na pista nesta quarta-feira. Estamos todos otimistas por termos um carro muito confiável, com ótima velocidade de reta, mas talvez um pouco atrás dos Porsche e Ford, mas ainda precisamos ver como estaremos de fato em relação aos nossos concorrentes. Temos um carro bom, confiável e esse é o grande segredo da corrida. Temos que levar o carro inteiro até o fim para termos possibilidade de brigar nas últimas seis horas pela vitória”.

Pipo Derani, piloto da categoria LMGTE Pro na equipe AF Corse
Carro Ferrari 488 GTE Evo #52 ao lado de Toni Vilander e Antonio Giovinazzi

“Vai ser uma corrida e tanto em Le Mans. Estamos na categoria que será a mais disputada com todos os carros de fábrica e os melhores pilotos. Nossa expectativa é boa por termos uma grande equipe, mas com adversários também de nível. Le Mans é sempre uma experiência fantástica, única no ano e que ficamos esperando e nos preparando durante 12 meses para chegarmos e fazermos o nosso melhor. É uma corrida importante não só para os pilotos como, também, para as montadoras. Espero disputar esta vitória de frente com todas as outras montadoras, mesmo sabendo que não será nada fácil”.

Tony Kanaan, piloto da categoria LMGTE Pro na equipe Ford Chip Ganassi Team UK
Carro Ford GT #67 ao lado de Andy Priaulx e Harry Tincknell

“Expectativa é grande já que a equipe vem de uma vitória em Spa. Eles estavam bem preocupados em relação ao equilíbrio de desempenho, mas veremos como será. Ainda não treinei em Le Mans e, por isso, preciso correr atrás. Acredito que temos um carro competitivo e, se tudo der certo, vamos brigar pela vitória”.

Augusto Farfus, piloto da categoria LMGTE Pro na equipe BMW Team Mtek
Carro BMW M8 GTE #82 ao lado de Antonio Felix da Costa e Alexander Sims

“Sem dúvida a corrida da categoria GTE Pro será a mais dura e competitiva do grid. Nós da BMW estamos desenvolvendo este carro há quase dois anos e queremos entrar para a briga de igual para igual. Sabemos que não será simples assim, já que a Ford e a Porsche são os dois grandes candidatos, mas nosso conjunto está muito bem preparado e equilibrado. Em uma corrida de 24h a performance é fundamental, mas um bom trabalho de equipe e fazer tudo certo traz um bom resultado. Nosso principal objetivo é chegar ao fim da prova, mas queremos brigar pela vitória”.

PROGRAMAÇÃO (horários de Brasília):

Quarta-feira (13 de junho)

11h – 15h: Treino livre
17h – 19h: Treino Classificatório 1

Quinta-feira (14 de junho)

14h – 16h: Treino Classificatório 2
17h – 17h: Treino Classificatório 3

Sábado (16 de junho)

04h – 04h45: Warm-up
10h – Largada das 24h de Le Mans 2018

Como assistir: Os fãs do automobilismo poderão acompanhar as 24h de Le Mans nos canais Fox Sports. A emissora transmite o evento no sábado (15) entre 14h e 18h e, no domingo (16), entre 8h e 10h.