Felipe Massa traça sua visão para o futuro do karting

O ex-piloto de Fórmula 1 Felipe Massa traçou sua visão para o futuro do karting, enquanto trabalha para ajudar a preparar melhor os jovens pilotos para chegar à F1.

Depois de deixar a principal categoria do automobilismo mundial no final do ano passado, Massa assumiu a responsabilidade como presidente da comissão internacional de karting da FIA.

Falando sobre seus planos durante a Conferência Esportiva da FIA nas Filipinas, nesta terça-feira, o brasileiro disse que suas prioridades eram uma estrutura internacional simplificada e uma mudança na mentalidade para impedir que jovens pilotos fossem levados cedo demais para os monopostos.

“Minha filosofia é, antes de tudo, tentar tornar as coisas um pouco mais simples”, explicou Massa. “Quero ajudar todas as ASNs (associações nacionais de automobilismo) para tentar simplificar as coisas – porque agora temos muitas categorias diferentes e muitos motores diferentes.

“Em uma país como o Brasil, por exemplo, com os mesmos motores e as mesmas categorias que temos aqui (na Ásia), para preparar os pilotos quando vêm para a Europa, eles estarão pilotando com o mesmo motor, e o mesmo material que usarão em diferentes países.

“Na minha opinião, sempre foi um pouco difícil entender por que você tem tantas coisas diferentes no karting.

“Eu quero dar esta mensagem para todas as ASNs que precisamos estar juntos e ser muito próximos e tornar as coisas mais fáceis do que são.”

Max Verstappen, que alcançou a Fórmula 1 aos 17 anos após apenas um ano de corrida em 2015, estimulou os pilotos tentarem acelerar o progresso do kart e subir os degraus para a F1 de uma vez só.

Massa acredita que muitos teriam aprendido melhor seu ofício se tivessem mais tempo de karting. “Karting é, na minha experiência, a melhor categoria para comparar a F1”, disse ele.

“Quando você pilota ele, é o mais parecido em termos de sentimento do piloto, da sensação, da reação, de velocidade, força-G, freadas, com a F1. Definitivamente karting é muito importante para preparar os pilotos.

“Nós vemos tantos pilotos agora que a mentalidade é que precisam ir o mais rápido possível, o que é errado. Você precisa saber quando ir.

“Vemos pilotos de 14 anos, 15 anos já pensando em monopostos. Também precisamos mostrar aos pilotos, até mesmo aos pais, que você tem o tempo certo para fazer as coisas.

“Vimos Max Verstappen mudar a mentalidade de alguns pais depois de iniciar a F1 aos 17 anos de idade. Você precisa estar preparado na hora certa.

“Quando você subir de categoria, estará muito mais preparado para ganhar imediatamente – o que realmente lhe dará a possibilidade de chegar mais rápido à F1.”