GP de Campo Grande cresce e passa a contar com três provas de Fórmula Vee

Grande interesse no Mato Grosso do Sul leva categoria a realizar mais uma corrida: agora, serão duas neste sábado e uma no domingo

Em sua estreia em Campo Grande, a Fórmula Vee superou as expectativas. A categoria tinha previsto realizar duas provas neste fim de semana. Mas em razão do grande interesse dos pilotos locais, serão agora três corridas, comprovando a paixão do sul-mato-grossense pelo automobilismo.

No sábado, a FVee terá dobradinha no Autódromo Internacional Orlando Moura. A primeira bateria terá largada às 13h. A segunda, às 16h. No domingo, a prova começa às 11h30.

“Foi fantástico como os pilotos e a população receberam a Fórmula Vee nos últimos dias”, diz Wilsinho Fittipaldi, consultor da FVee. “E não bastaram duas corridas para atender a todos. Por isso, vamos fazer três!”

As provas vão comemorar os 50 anos da Fórmula Vee no Brasil, categoria implantada pelo próprio Wilsinho, ao lado do irmão Emerson, em 1967. Por isso, o vencedor de cada corrida receberá o Troféu Wilson Fittipaldi Jr.

“Este é um momento muito especial para a Fórmula Vee e, claro, para eu também, por toda a história e pelo que a categoria representa nos dias de hoje”, diz Wilsinho Fittipaldi. “Queremos estimular o automobilismo em Campo Grande e também descobrir novos talentos, como muitos que passaram pela FVee, como o Emerson, eu, José Carlos Pace e Nelson Piquet.”

Wilsinho ficou muito satisfeito com a situação do autódromo, que foi reaberto este ano. Os pilotos também aprovaram a pista. “O traçado é fantástico, uma pista muito rápida”, afirma o paulista Zigomar Jr. “Como a reta é extensa, acredito que vamos atingir a velocidade máxima de um Fórmula Vee, em torno de 200 km/h.”

Em razão da inclusão de mais uma prova no programa, a organização decidiu cancelar o track day, para carros de passeio. Mas está mantido o “fly lap”, o concurso de arrancadas, que será realizado domingo, das 14h às 17h.

Durante todo o fim de semana, a entrada é franca, com acesso aos boxes. Além de ver de perto os carros e ter a oportunidade de conhecer Wilsinho Fittipaldi e os pilotos, o público também poderá conferir uma exposição de fotos históricas dos 50 anos da FVee do fotógrafo Claudio Larangeira, que acompanha a categoria desde o seu início.