Euroformula: Drugovich encerra primeira metade da temporada com sétima vitória de 2018

A primeira metade da temporada do Euroformula F3 Open terminou com vitória brasileira. Felipe Drugovich, segundo no grid, ultrapassou o pole position holandês Bent Viscaal poucos metros após a largada e liderou as 17 voltas da corrida que complementou neste domingo (8) a quarta etapa do campeonato, no circuito húngaro de Hungaroring. Viscaal e o argentino Marcos Siebert foram segundo e terceiro, repetindo o pódio da corrida de sábado (7).

No treino classificatório disputado pela manhã, Drugovich ficou a 0s123 de Viscaal. “Fizemos uma boa tomada de tempos, mas não consegui encaixar todos os melhores setores na mesma volta. Às vezes acontece”, comentou o brasileiro da RP Motorsport. “Ultrapassar aqui é muito difícil e eu estava muito focado em fazer uma boa largada. Sabia o que tinha de fazer, consegui antes da primeira curva. Tudo aconteceu como planejamos”, resumiu.

Sempre pressionado por Viscaal, Drugovich conseguiu imprimir um ritmo forte no início da disputa. Até a sexta volta, estabeleceu quatro vezes a volta mais rápida da corrida – que viria a consolidar na 13ª, superando por 13 milésimos de segundo o tempo do adversário holandês, assegurando mais um ponto de bonificação na classificação do campeonato. Na metade da prova, a vantagem do brasileiro na liderança já era superior a dois segundos.

“Era importante conservar os pneus para as voltas finais, e meus pneus chegaram muito bons ao fim da corrida. Tivemos um bom ritmo, mais uma vez o carro realmente bom, só tenho a agradecer à RP Motorsport”, declarou o líder do Euroformula F3 Open. Ele chegou aos 204 pontos e abriu 93 de dianteira sobre Viscaal, que com os segundos lugares conquistados nas duas corridas da etapa da Hungria assumiu a vice-liderança do campeonato.

Encerrada a primeira metade da temporada do Euroformula F3 Open, o calendário abre um intervalo de sete semanas sem corridas. A quinta etapa, no circuito inglês de Silverstone, terá suas provas nos dias 1º e 2 de setembro. As provas seguintes ocorrerão em Monza, na Itália, nos dias 22 e 23 de setembro. As duas etapas finais acontecerão na Espanha: em Jerez de La Frontera, em 6 e 7 de outubro, e em Barcelona, nos dias 20 e 21 de outubro.

EUROFORMULA F3 OPEN – CORRIDA 2
(Resultado final em Budapeste após 17 voltas)
1º) Felipe Drugovich (BRA/RP Motorsport), 27min53s972
2º) Bent Viscaal (HOL/Teo Martin Motorsport), a 5s253
3º) Marcos Siebert (ARG/Campos Racing), a 12s221
4º) Cameron Das (EUA/Carlin Motosport), a 14s268
5º) Matheus Iorio (BRA/Carlin Motorsport), a 20s721
6º) Alex Karkosik (POL/Campos Racing), a 22s665
7º) Christian Hahn (BRA/Drivex School), a 23s311
8º) Lukas Dunner (AUT/Drivex School), a 29s441
9º) Leonard Hoogenboom (HOL/RP Motorsport), a 32s426
10º) Guilherme Samaia (BRA/RP Motorsport), a 38s505
11º) Calan Williams (AUS/Fortec Motorsport), 39s348
12º) Yves Baltas (EUA/Campos Racing), a 39s440
13º) Aldo Festante (ITA/Fortec Motorsport), a 46s373
Melhor volta: Drugovich, na 13ª, 1min37s765, média de 161,321 km/h

CLASSIFICAÇÃO
Após oito corridas, a classificação do Euroformula F3 Open é: 1º) Felipe Drugovich, 204 pontos; 2º) Bent Viscaal, 111; 3º) Matheus Iorio, 105; 4º) Marcos Siebert, 93; 5º) Cameron Das, 79; 6º) Guilherme Samaia, 54; 7º) Alex Karkosik, 44; 8º) Lukas Dunner, 33; 9º) Jannes Fittje, 22; 10º) Christian Hahn, 17; 11º) Aldo Festante, 14; 12º) Calan Williams, 12; 13º) Petru Florescu, 11; 14º) Michael Benyahia e Leonard Hoogenboom, 9; 16º) Yves Baltas, 6.