Kyle Larson larga na pole e conquista segunda vitória em Michigan

Kyle Larson após largar na pole venceu a 15ª etapa da NASCAR Cup Series em 2017, pela etapa de Michigan. Esta foi a segunda vitória do piloto na temporada e também no oval.

Confira como foi a corrida

Kyle Larson largou na pole e na partida saiu de forma tranquila diante dos adversários, com Martin Truex Jr. na frente. Não demorou e veio a primeira bandeira amarela já na sexta volta por conta dos detritos na pista. A emoção nesse momento da prova foi quando Jimmie Johnson, que tinha sido punido, largou no fim do pelotão e chegou a ganhar 13 posições nas primeiras voltas. Na relargada, Clint Bowyer passou por Truex brigando com Denny Hamlin pelo terceiro posto. Na frente, Larson tinha um incomodo de um pedaço de papel preso no seu carro, mas logo o objeto soltou-se de seu chassi.

Logo ocorreu o acionamento de mais uma bandeira amarela para o pelotão passar no pit e bons duelos na saída no pit-lane, mas Larson conseguiu manter-se a ponta apesar da pressão vinda por parte de Kyle Busch. Na relargada, Busch não superou Larson. Com Truex, Hamlin e Ryan Blaney ficaram muito próximos, lado a lado, com Truex saindo em segundo lugar, seguido por Blaney e Hamlin. A prova mostrava surpresas, como o novato Erik Jones, que escalava o pelotão e figurava em oitavo. Mas um problema mecânico obrigou o piloto ao fazer mais uma parada nos boxes. Pouco depois, Truex Jr com arrojo passou por Larson e assumiu a ponta da prova e logo começou a abrir na fase derradeira do primeiro segmento no oval de Michigan. Truex Jr soube conduzir em bom ritmo faturou o primeiro segmento da corrida.

O segundo segmento teve seu início com Larson retomando a ponta, que trouxe Truex logo atrás. Depois de algumas voltas, bandeira amarela por causa de chapéu de caubói na pista. Veio a relargada com Matt Kenseth indo cima e ultrapassando Truex, assumindo o segundo posto. Um bom duelo entre Kenseth e Larson acontecia claramente, mas o carro #42 resistiu a pressão do adversário. Não demorou e os pilotos foram aos boxes e fizeram os pit-stops. Matt parou nos boxes, contudo um erro conjunto dele e da equipe fizeram perder tempo demais. Clint Bowyer também teve uma parada muito ruim quando estava no pelotão de frente nesse instante.

Kyle Larson trocou os pneus, já Busch se preocupou com o consumo de combustível de seu carro. Mas ele não resistiu, já que seus pneus estavam desgastando, Busch foi perdendo ritmo e caindo com Larson retornando a ponta. Sem facilidades, isso porque Truex Jr vinha lutando pela ponta. Martin Truex, tomou a primeira colocação de Larson e começou a abrir na fase final do primeiro estágio que caminhou também para a vitória no segundo segmento.

A última parte do segmento começou com Truex e Busch liderando. Um pouco mais atrás, vinham os carros de Ryan Newman e Wallace aparecendo bem na corrida. Quando Ryan Sieg perdeu o controle do carro e ocasionou bandeira amarela, assim o pelotão foram aos boxes. No pit-lane mudaram a classificação. Kyle Busch ficou na ponta e Erik Jones, que chegou a estar uma volta atrás, era o segundo colocado. Um pouco mais atrás, na relargada aparecia Wallace, Danica Patrick, Newman e Daniel Suárez. Blaney e Chase Elliott subiram para segundo e terceiro lugares, enquanto isso Truex Jr ficou para trás. Dale Earnhardt Jr. surpreendia ao aparecer em quinto – mas logo saiu da lista dos dez primeiros colocados da prova.

Kyle Larson atacou e ganhou o terceiro posto de Elliott, e não perdeu tempo ele partiu para cima de Blaney. Faltando 21 voltas para o fim, a direção de prova acionou mais uma bandeira amarela por causa de detritos na pista de Michigan. Os competidores tinham dois importantes desafios nesse momento da prova que eram: ficar na pista ou fazer outro pit-stop?

Kenseth entrou com Johnson também se dirigindo aos boxes, mas os ponteiros se mantiveram na pista. Busch e Larson ficaram lado a lado na relargada, que aconteceu faltando 16 voltas. Larson deixou Busch para trás, assim como Elliott pronto para o ataque decisivo. Mas o piloto Bowyer saiu do meio do duelo entre Joey Logano e Jamie McMurray e foi em seguida parar no muro e aí foi acionada mais uma bandeira amarela.

Kyle Larson abriu em relação a Elliott, enquanto Blaney ficou para trás na relargada, faltando 11 voltas e o piloto perdeu ritmo e ficou preso num embate de três lado a lado com Harvick e Suárez. Blaney tocou em Harvick, que empurrou Suárez. O piloto mexicano acertou na sequência a bela, porém azarada Danica Patrick. Fim de prova para ambos e nova amarela.

Na relargada, Larson manteve-se em primeiro e cruzou a linha de chegada vencendo após 200 voltas no oval de Michigan, com Elliott tomando a segunda posição de Denny Hamlin na última relargada, isso quando faltava cinco voltas. Joey Logano foi terceiro colocado, seguido por Hamlin e Jamie McMurray. Truex com mesma tática de Larson, acabou em sétimo.