Kyle Larson, absoluto, fatura etapa de Fontana

Kyle Larson venceu neste domingo a quinta etapa da NASCAR Cup Series. Foi a segunda vitória do piloto da Chip Ganassi na categoria principal, além ter ganho a prova da XFINITY Series no sábado.

Confira como foi a corrida em Fontana.

Kyle Larson saiu na pole position, com Denny Hamlin vindo logo atrás em segundo lugar, e logo no começo aconteceu um efeito cascata, com Brad Keselowski onde foi acertado e acabou com problemas na parte traseira de seu carro rodando rodou, mas a corrida seguiu em bandeira verde. Não era mesmo o dia de Keselowski que estava lento na saída da curva 4 e acabou acertado por Jimmie Johnson. Nada grave, porém, foi o suficiente para Brad rodar e a direção de prova desta vez acionar a bandeira amarela na pista. A maioria dos carros foram aos boxes fazer suas trocas de pneus e poder reabastecer seus bólidos. Larson seguia tranqüilo na liderança da prova, com Martin Truex Jr, Chase Elliott, Jamie McMurray e Ryan Blaney formando os cinco primeiros colocados de momento.

Com o asfalto abrasivo no oval de Fontana prejudicava as ações dos pilotos e com isso muitos competidores faziam paradas nos boxes extras devido ao enorme desgaste e rendimento dos pneus. Em uma destes pit-stops, Truex superou Larson e assumiu a ponta da corrida. Depois de algumas voltas a luta entre os dois pilotos foram intensas na parte final do primeiro segmento. Kyle com melhor rendimento soube demonstrar empenho e faltando 12 voltas para o fim superou Truex Jr. com uma bela manobra pela parte de baixa do circuito oval e garantiu o triunfo na primeira parte.

Todos os carros então foram aos boxes e logo começou o segundo segmento da corrida em Fontana. Neste instante a situação de Larson não foi nada bom, onde o piloto do carro #42 teve problemas e caiu de primeiro para o quinto lugar, assim Truex Jr voltou tornou-se líder novamente e seguia firme em primeiro com melhor ritmo de corrida abrindo vantagem para o próprio Larson que recuperou posições e já estava em segundo lutando pela ponta. Outro destaque nesse momento era Clint Bowyer com o carro número 14 após superar Larson e assumir a segunda colocação. Mas pouco depois Kyle recuperou a vice-liderança, mas poder encostar em Martin cruzou em primeiro na segunda parte da corrida em Fontana.

Pelo último segmento, o cenário foi bem mais animador, com Truex após manter-se na liderança nos boxes, perdeu na relargada. Larson assumiu a ponta com Bowyer, Elliott e Erik Jones fechavam os cinco ponteiros. As voltas passavam e Kyle Larson abria vantagem sobre Truex, onde era o oposto durante o segundo segmento da prova. Larson detinha mais de um segundo e meio para Truex. O maior percauso de Larson era a questão da estratégia quanto ao pit stop. Chase Elliott parou uma volta antes dos dois primeiros – Larson e Truex, e isso quase colocou o carro #24 na frente. Foi por detalhes que Kyle conseguiu se sustentar em primeiro.

A corrida chegava na hora da decisão e faltando 20 voltas para o fim, Gray Gaulding furou um pneu e bateu, trazendo uma bandeira amarela. Era um péssimo negócio para Chase Elliott que tinha acabado de ter feito um pit extra e estava preso uma volta atrás dos líderes. Nos boxes, Truex fez uma péssima parada e perdeu cinco posições caindo para sétimo. Já Larson manteve a ponta e precisava ficar de olho em Hamlin, que era o novo segundo colocado. Na relargada, Denny quase superou Larson, mas o piloto caiu para o terceiro lugar. Contudo, veio outra bandeira amarela quando Kenseth perdeu controle depois de um toque sobre Truex e bateu com muita força contra o muro.

Na relargada, houve outro problema com Corey LaJoie rodando na parte de trás do pelotão e trouxe mais uma bandeira amarela. Com táticas diferentes entre os ponteiros – Truex, Hamlin e McMurray não pararam nos boxes, enquanto isso todos os demais trocaram pneus. Larson partiu em quarto lugar e com borracha mais nova retomou a liderança com facilidade. No fim da prova, os pneus novos ajudaram muito o carro #42 não demorou nem três voltas aconteceu a introdução da quarta bandeira amarela seguida. Os pilotos Trevor Bayne e Ricky Stenhouse Jr., companheiros de equipe, se enroscaram e rodaram em seguida. A nova relargada seria já na prorrogação com duas voltas para o fim de prova em Fontana. Kyle Larson absoluto fez tudo que precisava e assim abria a vantagem necessária para então vencer com seu Chip Ganassi.