Yamaha afirma que Rossi está “com medo” de pilotar perto de Marquez

O chefe da Yamaha na MotoGP, Lin Jarvis, disse que Valentino Rossi está “com medo” de correr junto com Marc Marquez, depois do mais recente confronto da dupla no evento da MotoGP na Argentina.

Marquez e Rossi chegaram ao final da corrida no Autódromo Termas do Rio Honda durante uma corrida de recuperação para o atual campeão.

Enquanto lutavam pela sexta posição, Marquez fez uma jogada agressiva na Curva 13, que forçou Rossi a entrar na parte úmida do circuito e depois na grama, caindo.

O embate seguiu-se a uma jogada similarmente corajosa de Marquez, contra o piloto da Aprilia Aleix Espargaró, no início da corrida, pouco depois que Marquez voltou à corrida tendo cumprido uma penalidade inicial.

“Como equipe, não podemos aceitar esse tipo de ação de Marquez”, disse Jarvis à ‘Sky Italia’. “O que ele fez duas vezes duranta corrida é inaceitável – primeiro com Aleix Espargaró e depois com Valentino (Rossi), que também correu o risco de se machucar e perdeu muitos pontos”.

“Fomos na direção da corrida para deixar claro nossa posição e Valentino veio conosco para expressar sua opinião diretamente. Agora temos que esperar a direção de corrida e a FIM.

“Eles têm que decidir se podem fazer algo mais, porque já lhe deram uma penalidade de 30 segundos na corrida. Valentino disse que Marquez é muito perigoso e está com medo de estar perto de Marquez na pista.

“Isto é algo que precisa ser resolvido no futuro, não só para nós mas para o MotoGP em geral”.

Após a corrida, Marquez foi para o box da Yamaha em uma aparente tentativa de pedir desculpas a Rossi, mas foi rejeitado pelo braço direito do italiano, Uccio Salucci.

“No momento, não estou interessado em falar com a Honda ou Marquez”, acrescentou Jarvis.

“Ele tentou entrar em nosso box, mas não era o hora de fazê-lo”.

Marquez terminou em quinto, mas foi rebaixado para 18º com uma penalidade de 30 segundos por “direção irresponsável”, enquanto Rossi foi o 19º.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *