Rossi lidera treino pós GP da República Checa para Yamaha

Valentino Rossi, da Yamaha, liderou a tabela de tempo no teste pós GP da República Checa em Brno, liderando a Honda de Marc Marquez por alguns milésimos de segundo. O segundo piloto da Yamaha, Maverick Vinales, terminou na terceira posição, apenas um décimo e meio atrás, depois de liderar boa tarde da grande sessão.

Além de seus programas específicos, as equipes também testaram os pneus Michelin de 2018, com a borracha projetada na intenção de melhorar o gerenciamento da temperatura.

Yamaha

Uma das maiores notícias além dos tempos de hoje foi a nova carenagem aerodinâmica da Yamaha. A equipe também testou garfos de carbono e trabalhou em confugurações, com Maverick Vinales fazendo 69 voltas com o melhor tempo de 1:55.335s na P3 e Valentino Rossi completando 52 voltas. A melhor volta do “Doctor” foi um 1:55.162s para assumir a liderança da sessão.

Nos boxes da Yamaha Tech 3, Jonas Folger testou um chassi diferente e seu companheiro de equipe, Johann Zarco, trabalhou nas configurações, especificamente para melhorar a saída de curva. Folger fez 48 voltas e foi P8, Zarco 70 voltas para ficar em quinto lugar.

Honda
Os companheiros de equipe da Repsol Honda, Marc Marquez e Dani Pedrosa, passaram o dia se preparando o GP da Áustria, trabalhando na eletrônica e tentando configurações diferentes. Marquez fez 67 voltas com um melhor tempo de 1:55.180s para ser o segundo colocado. Pedrosa marcou 1:55.795s após 53 voltas e foi P7.

O piloto da LCR Honda, Cal Crutchlow, trabalhou para resolver alguns problemas que encontrou durante o GP checo, antes de concentrar-se fortemente em preparar-se para as frenagens e a difícil aceleração do GP austríaco. Ele foi P6 após 48 voltas.  Tito Rabat concentrou-se em configurar e aprimorar seu estilo de pilotagem, apenas batendo seu colega de equipe na P12 por 0,099s.

Ducati

A equipe Ducati ficou centrada em torno de sua nova carenagem aerodinâmica que apareceu pela primeira vez durante o fim de semana na República Checa. Jorge Lorenzo continuou trabalhando com ele depois de usar durante a corrida, e Andrea Dovizioso experimentou pela primeira vez. Lorenzo foi P4 com o tempo de 1:55.542s após 55 voltas, Dovizioso foi P11 após 45 voltas.

 

Aprilia
A Aprilia continuou trabalhando com suas novas peças trazidas após as “férias” – embora Sam Lowes tenha sido forçado a limitar o tempo da pista depois de ferir seu pé durante o fim de semana do GP da República Checa. A fábrica de Noale tem um novo motor, airbox, escape, caixa de marchas e braço oscilante como algumas das principais atualizações – com muito para testar. Aleix Espargaro foi P10 após 51 voltas, Lowes P17 após 26.

Suzuki
Andrea Iannone, da equipe Suzuki Ecstar, estava focada em nas frenagens de sua moto, além de tentar o motor de especificações 2018 para a fábrica de Hamamatsu. O novato Alex Rins tentou o chassi que Iannone teve desde o teste da Catalunha. Iannone foi P9 após 47 voltas, Rins P14 após 69. O piloto de testes Takuya Tsuda também teve bom ritmo e trabalhou na eletrônica.

KTM
A KTM seguiu seu melhor resultado com Pol Espargaro no GP da República Checa e se preparou para a próxima etapa na Áustria. Espargaro estava trabalhando no chassi e na aceleração da moto. Espargaro fez 60 voltas e foi P15, Smith 51 voltas para terminar o dia em décimo sexto.

Agora, a MotoGP se dirige para o Red Bull Ring em Spielberg, na Áustria, para a próxima etapa. Os treinos começam na sexta-feira, com a corrida no domingo.