Rossi diz ter “sorte” por não ter se machucado em acidente em treino livre

Valentino Rossi, da Yamaha, diz que ele teve “sorte” em evitar uma contusão depois de se acidentar durante a quarta sessão de treinos livres para o GP do Japão.

Rossi ainda está retornando à sua forma perfeita depois de fraturar a perna no final de agosto, e escorregou de sua YZR-M1 na Curva 8 em condições de pista molhada em Motegi.

O italiano foi para o classificatório como o mais lento dos 12 participantes do Q2, tendo apostado nos pneus slick para a primeira metade da sessão, mas expressou alivio por evitar a contusão.

“O acidente no TL4 foi muito grande, mas tive sorte”, disse Rossi.

“Sem problemas, apenas uma pequena dor com um dedo, mas o mais importante é que a perna está boa”.

Sobre seu desempenho, Rossi disse: “Nesta manhã começamos bem, porque com a sessão com pista molhada, como ontem, melhoramos muito o ajuste da moto.

“Fui muito rápido e foi bom, mas infelizmente com menos água na pista sofremos muito.

“Também por este motivo arriscamos usar os slicks, porque a pista estava ficando mais seca. Esperávamos que secaria rapidamente, mas infelizmente ainda estava muito molhado.

“Nós temos que esperar para ver quais condições teremos amanhã.

“Com muito mais água na pista podemos ser mais fortes, com menos água sofremos”.

Maverick Viñales, enquanto isto, não teve ritmo em condições de pista molhada e ficou apenas na 14ª posição no grid, repetindo seu pior resultado em treinos classificatórios na classe principal.

“Eu tive o mesmo problema hoje que tive durante todo o ano no molhado; tive muita falta de tração nas rodas e não consegui pilotar a moto da maneira que queria nestas condições”, contou Viñales.

“Nós sabemos onde estamos perdendo tempo, mas é difícil resolver em apenas um fim de semana”.