Maverick Viñales vence agitada abertura de temporada no Qatar

Maverick Viñales conquistou a vitória em sua estreia pela Yamaha depois de prevalecer contra Andrea Dovizioso, da Ducati, durante uma emocionante corrida de abertura da temporada 2017 da MotoGP no Qatar.

O pole Viñales caiu para quinto na primeira volta, mas lutou para voltar para frente através de uma brilhante disputa com Dovizioso, que terminou em segundo em Losail pelo terceiro ano consecutivo.

O companheiro de Viñales na Yamaha, Valentino Rossi, completou o pódio numa corrida que teve sua largada atrasada e muita surpresa na frente proporcionada pelo novato Johann Zarco, da Tech 3.

O atraso, que durou 45 minutos, foi por conta de uma pancada de chuva pouco antes da corrida, com os pilotos reclamando com os comissários por conta de uma poça na Curva 14, que vários pilotos desviaram quando formavam o grid.

Quando a corrida começou, o atual campeão da Moto 2, Zarco, surpreendeu a todos surgindo na segunda posição, de quarto no grid, antes de pegar o líder inicial Iannone uma volta mais tarde.

Ao invés de enfrentar pressão dos rivais, Zarco conseguiu abrir sua vantagem para quase dois segundos, com seus oponentes não conseguindo responder. No entanto, as chances de Zarco de vitória em sua estreia na MotoGP terminaram na sexta volta, quando caiu na perna para a esquerda na Curva 2, escorregando pela brita e abandonando a corrida.

A saída de Zarco deu a liderança para Dovizioso, que conseguiu a posição depois de prevalecer numa briga envolvendo Marc Marquez e Andrea Iannone, com a dupla sendo acompanhada por Viñales.

Viñales alcançou Iannone quando o piloto da Suzuki bateu na Curva 3, com o jovem da Yamaha tendo sorte em evitar o seu predecessor, antes de rapidamente passar Marquez para assumir a segunda posição.

Dovizioso abriu um segundo na liderança, mas, andando com pneu mais macio na traseira, seu ritmo logo caiu, e ele ficou ao alcance de Viñales, que assumiu a liderança.

No entanto, Dovizioso utilizou da velocidade em reta da Ducati para reassumir a liderança, antes de Viñales atacar novamente com sucesso uma volta mais tarde, com a dupla trocando de posição na ponta várias vezes.

Uma disputa em favor de Viñales aconteceu na penúltima volta, quando ele conseguiu abrir o suficiente antes da reta dos boxes evitando que Dovizioso conseguisse dar o troco.

Vinãles cruzou a linha de chegada 0.461s à frente de Dovizioso para conquistar sua segunda vitória na MotoGP, enquanto Rossi, que sobreviveu de um contato com Cal Crutchlow na Curva 1, conquistou a terceira posição, tendo progredido bem ao longo da prova.

Marquez eventualmente caiu para um distante quarto lugar, com o seu companheiro de Honda, Dani Pedrosa, ficando com um quinto lugar, enquanto Aleix Espargaró foi o sexto em sua primeira aparição com a Aprilia.

Espargaró chegou dentro de um segundo do quarto colocado Marquez, conquistando o melhor resultado da Aprilia desde o seu retorno à MotoGP dois anos atrás.

Scott Redding terminou em sétimo pela Premac, enquanto Jack Miller, da Marc VDS, segurou os novados Alex Rins (Suzuki) e Jonas Folger (Tech 3) na última volta, com o trio completando o top 10.

Jorge Lorenzo foi apenas o 11º em sua estreia pela Ducati, tendo cometido um erro na primeira volta, caindo para 16º.

Os pilotos da Avintia, Loris Baz e Héctor Barberá, terminaram em 12º e 13º, enquanto Karel Abraham e Tito Rabat conquistaram os últimos pontos distribuídos nesta prova.

Ambos os pilotos da KTM terminaram a corrida na primeira aparição da montadora na categoria, Pol Espargaró foi 16º, quatro segundos atrás de Rabat, com Bradley Smith em 17º, enquanto Sam Lowes terminou em 18º.

Crutchlow bateu duas vezes numa rápida sucessão, a última delas terminal, enquanto Álvaro Bautista foi outro que caiu no chão, enquanto Danilo Petrucci também abandonou, por conta de um problema técnico.

A próxima etapa da temporada da MotoGP será realizada na Argentina entre os dias 7 e 9 de abril.