KTM está trabalhando em nova atualização de motor

A fabricante austríaca trouxe um novo motor para o teste do Qatar, que deveria ter se encaixado com o perfil agressivo de sua RC16, mas não saiu-se como o esperado, e o resultado foi Pol Espargaro e Bradley Smith terminando na parte inferior do grid ao final dos testes.

Smith terminou a 2.021 segundos de Maverick Vinales (Yamaha) na sessão de domingo, um décimo de segundo acima de seu companheiro Espargaro.

Espargaro disse a ‘Autosport’ que a especificação mais recente não será usada no Qatar, e que outro motor está sendo produzido – mas não estará disponível até a etapa de maio em Jerez.

“O motor nos deu muitas informações para que fosse desenvolvido um diferente, mas não será esse que usaremos nas corridas”, disse Espargaro.

“Nós tínhamos muitas expectativas sobre ele, ele funcionou bem de um lado, mas falhou em outro. De qualquer forma, no lado positivo, deu-nos alguma direção, algumas dicas para usar na construção do novo.”

“No entanto, levará algum tempo e não estará disponível nas três primeiras rodadas da temporada (Qatar, Argentina, Áustria)”.

O ex-piloto da Tech3 Yamaha também admitiu que a KTM tem lutado para fazer seu novo motor interagir com o software de controle eletrônico e que os seus rivais tem uma ano a mais de experiência nesse quesito.

“Nosso problema é que não vemos claramente como a potência é entregue depois de abrir o acelerador”, explicou Espargaro.

“Precisamos de algum tempo, já que você não pode fazer isso de um dia para o outro. Eu não sei, mas alguns outros fabricantes tiveram problemas iguais alguns anos atrás, e eles estão obtendo grandes resultados agora.”