GP das Américas: Márquez recupera-se de penalidade para vencer sexta seguida no COTA

Marc Márquez recuperou-se de uma penalidade do grid para garantir sua sexta vitória consecutiva da MotoGP em seis anos que o Circuito das Américas (COTA) está presente no calendário da categoria.

Tendo sido rebaixado para o quarto lugar no grid por bloquear Maverick Viñales depois de fazer a pole na qualificação, Márquez saltou para o segundo lugar já na Curva 1, com Andrea Iannone assumindo a liderança.

A liderança da Suzuki no entanto durou pouco. Na Curva 12 Marquez era o líder da corrida, dominando toda a corrida até a linha de chegada. Vinãles foi o segundo com Andre Iannone em terceiro.

Na terceira volta, Iannone ainda tentou recuperar a liderança na Curva 11, mas saiu ligeiramente do traçado e foi novamente ultrapassado pelo atual campeão. Marquez então se mostrou imbatível, abrindo uma vantagem de dois segundos no final da quinta volta e dobrando essa margem nas suas voltas seguintes.

Sua liderança chegou a cerca de sete segundos, com o espanhol controlando a vantagem para conquistar sua primeira vitória na temporada de 2018 e sua 12ª em solo americano, 3.5 segundos à frente.

Depois de perder o contato com Marquez, Iannone logo foi pressionado por Viñales, que passou para ser o segundo na Curva 1 na sétima volta e teve uma corrida sem maiores problemas para terminar na P2.

Iannone conseguiu manter a terceira posição e primeiro pódio da Suzuki, à frente de Valentino Rossi, que pressionou seu companheiro de Yamaha, Viñales, nas primeiras voltas, sem sucesso.

Foto: Reprodução/ Twitter/ MotoGP

O líder do campeonato antes da corrida Cal Crutchlow perdeu a liderança depois de uma briga intensa com Andre Dovizioso e depois Johann Zarco, perdendo a posição para ambos os pilotos. Com isso Dovizioso retoma a liderança do campeonato um ponto à frente de Márquez, com Viñales apenas cinco pontos atrás em terceiro.

O companheiro de equipe de Márquez, Dani Pedrosa, terminou em sétimo na corrida mesmo com as fortes dores no pulso que fizeram com que o piloto afirmasse “ter dúvidas” se conseguiria terminar o GP das Américas.

Tito Rabat (Avintia), Jack Miller (Pramac) e Aleix Espargaró fecharam os dez melhores. Jorge Lorenzo foi apenas o 11º colocado.

Alex Rins e Hafizh Syahrin caíram, enquanto Karel Abraham foi forçado a entrar nos boxes com dores o pulso depois do seu acidente no sábado.

 

Resultado final – GP das Américas – MotoGP:

1) #93 – Marc Márquez (Honda)
2) #25 – Maverick Viñales (Yamaha)
3) #29 – Andrea Iannone (Suzuki)
4) #46 – Valentino Rossi (Yamaha)
5) #4 – Andrea Dovizioso (Ducati)
6) #5 – Johann Zarco (Yamaha)
7) #26 – Dani Pedrosa (Honda)
8) #53 – Tito Rabat (Ducati)
9) #43 – Jack Miller (Ducati)
10) #41 – Aleix Espargaró (Aprilia)
11) #99 – Jorge Lorenzo (Ducati)
12) #9 – Danilo Petrucci (Ducati)
13) #44 – Pol Espargaró (KTM)
14) #30 – Takaaki Nakagami (Honda)
15) #19 – Álvaro Bautista (Ducati)
16) #38 – Bradley Smith (KTM)
17) #45 – Scott Redding (Aprilia)
18) #12 – Thomas Lüthi (Honda)
19) #35 – Cal Crutchlow (Honda)
20) #10 – Xavier Simeon (Ducati)
21) #21 – F.Morbidelli (Honda)