Ducati apresenta seu programa e pintura para temporada 2018

A Ducati foi a primeira equipe a lançar seu programa para a MotoGP 2018, mostrando a ‘Desmodedici GP’ na sua sede em Bolonha.

A equipe terminou em terceiro lugar no ranking de equipes do ano passado, conseguindo seis vitórias, todas com Andrea Dovizioso, que desafiou Marc Marquez pelo título da temporada, com a decisão apenas na etapa final em Valência.

O Desmosedici apresenta a tradicional pintura vermelha e branca, com salpicos de cinza na carroceria.

A Ducati manterá sua linha de pilotos inalterada para 2018, com Dovizioso entrando em sua sexta temporada com a equipe, depois de campanhas com a Repsol Honda e a Tech 3 Yamaha.

Ele estará acompanhado por Jorge Lorenzo, que terminou em sétimo no campeonato passado, com três pódios, como ele gradualmente de adaptando com a nova “máquinda” depois de nove anos na Yamaha.

O piloto de testes de longa data, Michele Pirro, que normalmente recebe algumas saídas nos treinos durante a temporada, também permanecerá em seu papel.

O chefe técnico da Ducati, Gigi Dall’Igna, esboçou durante a cerimônia que a ambição da Ducatti é competir novamente pelo campeonato.

“Ao longo do inverno, ficamos muito focados”, explicou o italiano.

“Nós realmente falamos sobre as principais características de nossas motos e surgiram novas ideias que estaremos testando em Sepang.

“Trabalhamos na engenharia da moto, e trabalhamos no motor – adicionamos mais potência, embora a exigência de pilotagem esteja mais fácil.

“E, novamente, em termos de aerodinâmica, agora estamos definindo os último detalhes para que tenhamos o modelo final na Malásia, ou talvez não, apenas na segunda ou terceira corrida.

“Dovizioso, o piloto que nos deu tantas emoções até a última etapa, teve uma temporada incrível, mas não apenas em 2017 – também no final de 2-16.

“De Aragão até Valência, ele marcou o maior número de pontos.

“Então tenho certeza que ele terá resultados incríveis também em 2018.

“E tamos Jorge Lorenzo, cinco vezes campeão mundial, e depois de algumas dificuldades no início, os resultados começaram a melhorar.

“Nas corridas finais, ele esteve perto da vitória e tenho certeza de que ele será um dos principais protagonistas do Campeonato Mundial de 2018”.