Dovizioso culpa Lorenzo e Pedrosa por causar acidente em Jerez

Andrea Dovizioso culpa Dani Pedrosa e Jorge Lorenzo, pelo acidente que levou o trio a abandonar a corrida da MotoGP em Jerez.

Nos momentos finais, Lorenzo manteve Dovizioso e Pedrosa, quando Dovizioso fez uma passagem no seu companheiro de equipe na Ducati, na curva 6. Ambos os pilotos vieram para o ponto, quando então Lorenzo tentou retomar a posição, fazendo o contato com Pedrosa, que tentara ultrapassar os rivais por dentro.

 

Dovizioso considera que Pedrosa cometeu “o maior erro”, já que foi ele quem viu os dois pilotos à frente: “Acho que o maior erro vem de Dani, porque ele estava atrás de nós. Ele entrou um pouco mais rápido que o normal. Se você entrar mais rápido que o normal e alguém estiver na sua frente, porque estávamos na frente do Dani, então nós é que decidimos a linha da pista”, disse Dovizioso.

Pedrosa argumentou que não ultrapassou a curva mais rápido do que o habitual, e sentiu que a diferença de velocidade veio dos pilotos da Ducati serem lentos porque se afastaram:”Não, eu não fui mais rápido, senão não conseguiria manter minha linha. Eu fiz a minha linha normal. Eles foram mais lentos porque estavam do lado de fora”, respondeu o piloto da Honda.

Nenhum dos três pilotos foi penalizado pelo incidente, e Dovizioso apoiou a decisão, dizendo que uma sanção teria sido exagero: “Depois da Argentina, eles (direção de prova) dizem que serão mais restritivos, mas no final acho que é demais penalizar o que aconteceu hoje”, explicou o italiano.

Depois de não conseguir terminar a corrida, Dovizioso caiu do primeiro para o quinto lugar da classificação. Ele está agora a 24 pontos do novo líder do campeonato e vencedor da corrida em Jerez, Marc Márquez.