Danilo Petrucci vai substituir Jorge Lorenzo na Ducati

A Ducati escolheu Danilo Petrucci como substituto de Jorge Lorenzo na sua equipe de fábrica da MotoGP para a temporada de 2019, informou o site ‘Autosport’.

Surgiu na terça-feira que a Honda deixará Dani Pedrosa no final de 2018 após 13 temporadas, com Lorenzo saindo da Ducati para substituí-lo.

A decisão de substituir Lorenzo por Petrucci foi tomada pessoalmente pelo CEO da Ducati, Claudio Domenicali.

“Minha história com a Ducati acabou, foi uma opção minha”, disse Lorenzo. “Meu futuro já está decidido e esse resultado (a vitória em Mugello no último final de semana) não vai mudar isso.

“Uma parte de mim está triste porque seu que como esta moto eu poderia lutar pelo campeonato mundial, e é por isso que vim para cá. Agora é tarde demais. Não há nada a ser feito.

“Eu sempre dizia às pessoas dentro da equipe para acreditarem em mim, para trazer o que eu pedia. Eles fizeram isso, mas tarde demais.

“Tenho a impressão de que Gigi (Dall’Igna, chefe técnico), Paolo (Ciabatti, diretor esportivo0 e Davide (Tardozzi, gerente da equipe) queriam que eu ficasse. Mas eu não guardo rancor.”

Acredita-se que Lorenzo fechou o contrato com a Honda antes que a Ducati tomasse a decisão final de mantê-lo, mas ele também estava trabalhando em uma potencial transferência para a Yamaha, na expectativa de perder sua atual vaga.

O projeto satélite da Yamaha ainda pode ir em frente, agora com Pedrosa sendo uma opção. Marc VDS deve substituir a Tech3 como satélite da Yamaha no ano que vem, mas ainda restam pontos de interrogação sobre o futuro na equipe na MotoGP depois da saída de Michael Bartholemy.

A gigante petrolífera da Malásia, Petronas, tem estado ligada à aquisição das vagas da Marc VDS, mas também existe uma opção de unir-se à equipe da Angel Nieto, antiga Aspar.