Após testes, Valentino Rossi tentará correr o GP de Aragão

Valentino Rossi tentará votar à ação no Grande Prêmio de Aragão deste fim de semana, cerca de três semanas depois de sofrer fraturas em sua perna direita.

Rossi, que teve lesões em um acidente de enduro, voltou a uma moto (a YZF-R1M) em Misano nesta segunda e trerça-feira, relatando um “sentimento melhor” no segundo dia.

Seu retorno inicial ocorreu apenas 18 dias após a cirurgia na perna, com os médicos aconselhando um período de repouso de 30 a 40 dias.

Nesta quarta-feira, Rossi foi submetido a um exame médico pós-teste e o novo vezes Campeão do Mundo decidiu que viajará para Aragão e tentará participar da corrida.

Ele precisa concluir com sucesso um exame físico obrigatório pelo médico-chefe da MotorLand Aragón para ser declarado apto a participar das atividades da MotoGP durante o fim de semana.

“Felizmente, ontem tive um bom teste com a minha YZF-R1M em Misano”, disse Rossi.

“Eu também tentei no dia anterior, mas a chuva me impediu depois de algumas voltas. Ontem consegui completar 20 voltas e encontrar as respostas que estava procurando.

“Eventualmente, o teste foi positivo e quero agradecer ao Dr. Lucidi e a sua equipe, que me ajudaram a encontrar as melhores soluções para sentir a menor quantidade possível de dor na minha perna quando eu ando.

“Obviamente, no final do teste, estava com um pouco de dor, mas esta manhã eu fui ao Dr. Pascarella para uma verificação médica e saiu com um resultado positivo.

“No final, decidi que vou para Aragão e vou tentar montar minha M1 neste fim de semana.

“Se eu for declarado apto a pilotar, terei a resposta real após o TL1, porque montar a M1 será um desafio muito maior”.

Michael van der Mark, originalmente nomeado como substituto de Rossi em Aragão, estará em espera, caso Rossi não passe pelas verificações ou se retire do evento.