Escola de Kart termina seu primeiro ano com prova na Granja Viana

Destaques do projeto desenvolvido pela Shell e Comgás participam de suas primeiras corridas e comemoram o sucesso do programa

Nem a garoa e o tempo fechado atrapalharam a festa e a celebração de nove garotos no Kartódromo da Granja Viana, em Cotia (SP), neste sábado, dia 19. Afinal, após meses de dedicação e muito empenho eles finalmente puderam ter o prazer de disputar uma prova oficial, no encerramento da primeira turma da Escola de Kart Shell e Comgás. Melhor ainda para Ian Cypriano, de 12 anos, que saiu com a vitória na disputa.

Após um ano de atividades para a garotada de 6 a 12 anos, o encerramento do primeiro ano do projeto foi celebrado com uma disputa entre os nove destaques da turma. E olha que no início 96 crianças chegaram a ser selecionadas na primeira etapa do processo seletivo.

Com pneus slick mesmo com a pista molhada, os jovens corredores não se intimidaram. Depois da tomada de tempo de cinco minutos, logo partiram para a corrida de 12 voltas. Sempre observados pelos pais e demais parentes, que não escondiam a ansiedade ao lado da pista.

Após largar na pole position, Ian Cypriano segurou a pressão de Enzo Vidmontiene durante toda a prova para sair com a vitória. A terceira colocação acabou com Eduardo Ritzmann. Enzo Bortolato, João Paulo Carneiro, Felipe Fogaça, Athos Gontijo, João Paulo Moreira e Gabriel da Silva também participaram da disputa.

“Foi uma corrida ótima, minha primeira prova na Granja Viana. Andar na chuva é muito difícil, tem de frear bem antes, não pegar pontos com borracha. Isso confunde muito o piloto. Mas é uma sensação ótima conseguir ser o melhor na pista. Estou realizando um sonho”, comemorou Ian.

“O projeto me ajudou muito, não tenho condições financeiras de fazer corrida, então, isso me ajudou demais, me ensinou coisas que eu não sabia. Pretendo continuar”, completou.

Aos 45 anos, Dickson Cypriano, pai de Ian, não escondeu a emoção ao ver o filho no lugar mais alto do pódio. Ao ser cumprimentado pelos parentes dos outros participantes, deixava brilhar um largo sorriso.

“Isso é muito gratificante, ele é um menino que sempre foi muito esforçado, sempre procurando ser leal e sincero. Isso que levou ele a conquistar essa grande vitória. Fomos acreditando, chegando nesse valor real com esse projeto. Vamos seguir em frente, somos humildes. Ele vai ter um grande futuro. Pode ter certeza que vai se um grande campeão”, enalteceu Dickson.

A Escola de Kart conta com instruções teóricas e práticas para a garotada de 6 a 12 anos, além de ter palestras com personalidades do esporte a motor. Luciano Burti e Tony Kanaan foram dois dos pilotos a inspirar os alunos. O foco do projeto é formativo, não competitivo. A ideia, de fomento ao esporte, é que os garotos peguem gosto pela velocidade e tenham acesso ao esporte a motor. Talentos que despontem para as pistas serão bônus adicionais da empreitada.

“Foi muito bacana, fiquei impressionado de ver essa final e a forma como eles guiaram os karts. Já são pilotos formados. Isso me deixou animado. Temos também de reconhecer o trabalho dos professores. Além disso, ficamos felizes em trazer pilotos que não tinham nada a ver com o kart, mas que com esse projeto puderam conhecer. A ideia era fomentar o esporte, e deu certo. Não tem preço ver essa molecada com a família”, festejou Felipe Giaffone, um dos idealizadores do projeto.