Wickens deixa o DTM para correr com “velho amigo” Hinchcliffe na SPM

James Hinchcliffe continuará com a Schimidt Peterson Motorsports na próxima temporada, com a equipe assinando um contrato de vários anos também com seu novo parceiro Robert Wickens.

Hinchcliffe vai permanecer na equipe para 2018, com a SPM aprimorando sua relação com a Honda antes da nova temporada.

Ele disse que o novo status da equipe com a Honda em 2018 e o novo conjunto aerodinâmico podem ajudar a SPM na próximo ano.

“Não só estou muito animado para poder dizer que voltei coma SPM para o ano que vem e além, mas também estou ansioso para ser companheiro de equipe com um velho amigo”, afirmou.

“Robbie (Roberto Wickens) e eu crescemos correndo um contra o outro, eventualmente tomamos caminhos diferentes, fiquei na América do Norte e ele foi para Europa com os carros esportivos, mas é muito legal que nós acabamos aqui e agora iremos viver o sonho de ser pilotos profissionais juntos no mesmo time.

“2018 será um ótimo ano para a SPM, de ter Robbie aqui para um nova parceria com a Honda e o kit aerodinâmico de 2018”, disse Hinchicliffe.

Já Robert Wickens está deixando a equipe Mercedes DTM para correr com a SPM também na próxima temporada.

Wickens estava tentando se transferir para a IndyCar depois que a Mercedes confirmou que desistiria do DTM no final de 2018.

Ele estava no radar da Schimidt Peterson Motorsports (SPM) por algum tempo, e agora vai se juntar à equipe em um contrato de vários anos.

“Até esta temporada nunca tinha pensado em sair da Mercedes ou do DTM”, disse Wickens.

“Não tenho palavras para agradecer a Mercedes nos últimos seis anos e desejo-lhes a melhor sorte para o futuro -provavelmente foram os melhores seis anos da minha vida.

“Eu já tive um monte de altos e baixos no caminho, mas a equipe sempre me apoiou.

“Foi uma honra representar a marcar e espero que não seja a última vez”.