Scott Dixon tira a pole de Toronto das mãos de Helio Castroneves

Scott Dixon cruzou a linha segundos antes do fim do Q3 em Toronto. Helio Castroneves, que naquele momento tinha a pole provisória, já estava fora do seu carro e em pé no pit-wall da Penske, assistindo a última volta de Dixon que rendeu ao neozelandês a pole-position por 0.0352s.

A pole é a 24ª da carreira de Dixon e é a primeira desde Mid-Ohio no ano passado.

O Q3 provou ser traiçoeiro para vários pilotos, forçando alguns a irem para os boxes antes do cronômetro zerar, tirando suas chances de pole. O líder do campeonato Simon Pagenaud foi um desses pilotos, outro foi Will Power.

O vencedor da corrida de 2014, Sebastien Bourdais, fez o seu melhor no final, mas só conseguiu a quinta posição. Castroneves tinha parado ainda mais cedo, contando que sua volta já tinha sido boa o suficiente.

Mas o piloto da Ganassi, que venceu esta corrida a última em que largou da pole, completou o traçado em 59.9073s para bater o brasileiro. Foi como um ‘déjà vu’ para Helio, que estava na pole nos 45 segundos finais em Iowa na semana passada antes de ser superado por outro piloto, Pagenaud, que desta vez foi terceiro.

Power foi o segundo piloto no treino classificatório a quebrar a barreira de um minuto e largará da quarta posição ao lado de Bourdais. O favorito local James Hinchcliffe entrou no Q3 na frente de Cono Daly e largará em sexto.

Daly, que foi de 19º para 12º em sua estreia em Toronto no ano passado, consistentemente andou no topo dos seus grupos ao longo do treino classificatório. Sua 7ª posição é um bom resultado para sua equipe depois de avançar com ambos os carros do Q1 pela primeira vez em dois anos. Tanto Dali como seu companheiro Luca Filippi avançaram do mesmo grupo.

Filippi, que esteve fora da Indy por três meses, foi recentemente chamado de volta para o cockpit da Dale Coyne. Ele largará em 11º amanhã.

Outro dia difícil para a Andretti Autosport, falhando em avançar da primeira rodada do treino classificatório com todos os seus carros. Carlos Muñoz classificou-se em 15º, enquanto o veterano Marco Andretti largará novamente na última fila – desta vez, em último – três posições atrás do seu companheiro Alexander Rossi. Uma posição à frente do vencedor das 500 Milhas de Indianápolis está Ryan Hunter-Reay em 18º.

O GP de Toronto terá 85 voltas e será realizado neste domingo a partir das 16h08 (horário de Brasília).

 

Confira o grid de largada:

1. (9) Scott Dixon, Chevrolet, 59.9073 (107.326)
2. (3) Helio Castroneves, Chevrolet, 59.9425 (107.263)
3. (22) Simon Pagenaud, Chevrolet, 01:00.2293 (106.752)
4. (12) Will Power, Chevrolet, 01:00.4085 (106.435)
5. (11) Sebastien Bourdais, Chevrolet, 01:00.4221 (106.411)
6. (5) James Hinchcliffe, Honda, 01:01.5637 (104.438)
7. (18) Conor Daly, Honda, 01:00.5693 (106.153)
8. (21) Josef Newgarden, Chevrolet, 01:00.5885 (106.119)
9. (2) Juan Pablo Montoya, Chevrolet, 01:00.6532 (106.006)
10. (7) Mikhail Aleshin, Honda, 01:00.6635 (105.988)
11. (19) Luca Filippi, Honda, 01:00.7784 (105.788)
12. (10) Tony Kanaan, Chevrolet, 01:00.8561 (105.653)
13. (41) Jack Hawksworth, Honda, 01:00.6930 (105.936)
14. (8) Max Chilton, Chevrolet, 01:00.6372 (106.034)
15. (26) Carlos Munoz, Honda, 01:00.7712 (105.800)
16. (15) Graham Rahal, Honda, 01:00.7088 (105.909)
17. (83) Charlie Kimball, Chevrolet, 01:00.9060 (105.566)
18. (28) Ryan Hunter-Reay, Honda, 01:00.8721 (105.625)
19. (98) Alexander Rossi, Honda, 01:01.2087 (105.044)
20. (14) Takuma Sato, Honda, 01:01.4012 (104.715)
21. (20) Spencer Pigot, Chevrolet, 01:01.3360 (104.826)
22. (27) Marco Andretti, Honda, 01:01.4384 (104.651)