Dixon sugere mudança no aerokit da Indy para melhores corridas

Scott Dixon diz acreditar que uma mudança na asa dianteira, do aerokit da Dallara, ajudará a melhorar as corridas da Indy.

Depois de terminar em terceiro em Road America, neste final de semana, o piloto da Chip Ganassi Racing-Honda disse que há alterações que devem ser feitas, para permitir que os carros se aproximem sem perder força.

Apesar da Indy ter mudado de aerokits em 2018, Dixon apontou que os carros deste ano tiveram uma relação arrasto/força-aerodinâmica similar ao ano passado no circuito de Road America.

“Eu acho que, no que diz respeito a configurações, aqui e no curso da Indy estamos próximos dos pacotes que tivemos no ano passado, porque foram aparados muito na configuração do ano passado. Eu acho que é uma diferença de apenas algumas centenas de libras (de downforce).

“Eu ainda não estou totalmente vendido na situação de baixo-downforce. Eu acho que a asa dianteira precisa passar por um pouco de mudança para tornar a corrida um pouco melhor. Parece ser bastante ineficiente no tráfego.

“Eu sei que todo mundo está trabalhando nisso e olhando para o futuro”, disse Dixon.

Entretanto, o número reduzido de ultrapassagens na corrida de domingo, também foi um resultado de outros fatores. Todos os pilotos rápidos tentaram fazer a corrida em três pit-stops, devido à grande perda de tempo causada nas paradas.

Além disso, sem sinalizadores de economia de combustível, os times tiveram que restringir o consumo em algum momento na prova. Como resultado, os pilotos só poderiam usar seu impulso “push-to-pass” com moderação.