Prefeito fala em “negociações avançadas” para realização do ePrix de Birmingham

A Fórmula E pode retornar ao Reino Unido com o ePrix de Birmingham no verão europeu do ano que vem, segundo o prefeito da região.

O prefeito de West Midlands, Andy Street, afirmou que a cidade está em negociações “avançadas” com a Fórmula E para uma possível corrida no traçado similar ao usado para o Birmingham Superprix Formula 3000 entre 1986 e 1990.

No entanto, de acordo com o site ‘eracing365’ a data mais provável seria – e disponível – seria na sexta temporada da Fórmula E em 2020.

O prefeito originalmente anunciou intenções de trazer as corridas de volta a Birmingham em seu manifesto antes da eleição que o tornaria eleito em 2017.

O local para a corrida seria o sul do centro da cidade e é provável que incorpore aspectos do circuito original, incluindo o Belgrave Middleway, a Sherlock Street e a Bristol Street.

“Para ser realmente claro, o contrato ainda não foi assinado, mas estamos nos estágios finais de negociação”, disse Street na segunda-feira (08).

“Um evento de automobilismo elétrico em Birmingham não só mostrará a transformação da cidade, mas nos dará uma plataforma para as futuras tecnologias de transporte de níveis mundiais em nossa região.”

Apesar de afirmar que as negociações estariam em “estágios avançados” com a Fórmula E, ele também afirmou que ainda “há trabalho para se fazer”.

“Durante o ano passado, estivemos em negociações com os organizadores da Fórmula E da FIA sobre trazer uma corrida de rua para Birmingham, efetivamente revivendo o Superprix”, disse Street.

“Estamos agora nos estágios avançados dessas negociações. Claro, ainda há trabalho para se fazer. O Conselho da Cidade de Birmingham tem apoiado nossas conversas e estamos trabalhando para um acordo baseado em patrocínio comercial.”

Os comentários feitos por Street desencadearam a seguinte resposta da Fórmula E nesta terça-feira.

“O Reino Unido tem uma forte herança de corridas e é um mercado importante para a Fórmula E – portanto, é uma prioridade trazer uma corrida de volta pra o solo britânico”, disse um porta-voz da Fórmula E em resposta aos comentários de Street.

“A Fórmula E é baseada no Reino Unido, assim como vários pilotos, equipes e fabricantes. Com a iminente proibição de carros a gasolina e diesel em 2040, o movimento para a eletricidade é imparável e a Fórmula E está ajudando a acelerar esse processo.

“Em relação a um ePrix no Reino Unido – queremos encontrar o locar certo para o longo prazo. No momento, estamos avaliando opções e Birmingham é uma delas.”

Birmingham e seus arredores são tradicionalmente o centro da indústria automobilística do Reino Unido, com a British Leyland – dona da Jaguar Land Rover – historicamente localizada no sul da cidade. Aston Martin Lagonda e o BMW Group também operam fábricas na região.

O Reino Unido acolheu pela última vez um evento de Fórmula E em Battersea Park, Londres, em julho de 2016. O calendário para a temporada 2018/19 deverá ser emitido pela FIA em três semanas na reunião do Conselho Mundial do Esporte a Motor, nas Filipinas.