Panasonic Jaguar Racing a caminho das ruas emblemáticas de Mônaco

Com início no ePrix de Mônaco, em 13 de maio, as dez equipes da Fórmula E rumam a Paris e depois à Alemanha, para uma prova dupla em Berlim. Em seguida, o campeonato avança para a América do Norte para as corridas inaugurais em Nova York e para a rodada final, uma prova dupla em Montreal.

Mais nova equipe no grid de largada, a Panasonic Jaguar Racing manteve a calma na última corrida na Cidade do México para conquistar seus primeiros 16 pontos no campeonato, com Mitch Evans e Adam Carrol terminando em 4º e 8º lugares, respectivamente. Foi apenas a quarta corrida da equipe, desde a sua estreia durante o ePrix de Hong Kong, em outubro do ano passado.

A equipe britânica viaja agora para o principado que, desde 1929, recebe algumas das mais famosas corridas que o mundo já viu. As ruas de Mônaco compõem um traçado bastante desafiador e tido pela maioria dos pilotos como o mais técnico da temporada.

A pista, de 1,76 km e 12 curvas, é uma versão abreviada do circuito histórico em que são disputadas outras competições, tendo os mesmos pontos de chegada e de partida, bem como a mesma entrada para os boxes.

Mas, em vez de continuar pela colina acima até as curvas do Cassino, os monopostos fazem uma curva súbita à direita na famosa Sainte Devote e regressam ao circuito por uma curva fechada na saída do túnel.

O Jaguar I-PACE Concept fará a sua estreia no ePrix no stand Panasonic Jaguar Racing, na Allianz eVillage. O conceito do SUV elétrico de performance antecipa o primeiro veículo elétrico da marca, que será revelado no final de 2017 e que estará nas estradas na segunda metade de 2018. Neste momento, a Jaguar é a marca de automóvel com o crescimento mais rápido na Europa.

Para James Barclay, diretor da equipe Panasonic Jaguar Racing: “O ePrix do México foi um dia especial. Com provavelmente as corridas mais emocionantes e competitivas na história da categoria. Alcançar e festejar os nossos primeiros pontos no campeonato é algo que não esqueceremos assim tão rapidamente. Sair ileso de uma corrida tão turbulenta foi uma proeza, mas manter a calma e conseguir que o Mitch e Adam tivessem um ritmo tão competitivo e obtivessem os primeiros pontos para a equipe foi algo muito excepcional.”

“Dito isto, as nossas expectativas para as próximas corridas continuam controladas, pois compreendemos e conhecemos as exigências únicas da Fórmula E. Aprendemos muito em todas as corridas e aperfeiçoamos continuamente a nossa abordagem para cada prova. Temos trabalhado arduamente para aproveitar a experiência das últimas corridas e estamos entusiasmados com os desafios que se aproximam nas corridas europeias. É óbvio que mal podemos esperar para regressar às pistas e continuar a nossa jornada.”