Fórmula E fala em receber a Ferrari ou Alfa Romeo no futuro

O chefão da Fórmula E, Alejandro Agag, convidou a equipe mais famosa da Fórmula 1 a entrar na categoria de carros elétricos.

Nesta semana, o presidente da FIA, Jean Todt, disse que ele estava feliz que a Renault estivesse envolvida em ambas as categorias, adicionando: “Estou confiante que a Ferrari seguirá esses passos, e gostaríamos de ver isto”.

Agag concorda.

“A Ferrari na Fórmula E é uma boa possibilidade”, disse ele à ‘La Gazzetta dello Sport’.

Com a chegada da Liberty Media no ano passado, Agag estava sendo ligado à uma posição de liderança na F1, mas agora insiste: “Sinto-me muito confortável na Fórmula E”.

“Nós estamos no terceiro ano. É um ótimo sinal que a Jaguar veio. Estamos de olho em novas corridas em Hong Kong, Montreal e Marraquexe. Queremos crescer”.

Para a F1, Agag insiste que a Fórmula E não é uma rival.

“Não queremos correr em circuitos clássicos, mas em pistas curtas no meio das cidades, em circuitos que carros maiores não poderiam andar. Adicionalmente, a tecnologia dos nossos carros é muito diferente”, disse ele.

Roma é outro prospecto de destino da F-E, e Agag acha que a Ferrari também poderia ser uma grande adição à categoria.

“Eu vejo 20 pilotos, mas nenhuma bandeira italiana”, disse ele. “Eu já sei que todos os jovens italianos sonham apenas com a Ferrari, mas tenho certeza que mais cedo ou mais tarde teremos pilotos da Itália. Ou uma marca italiana”.

A Ferrari é uma possibilidade?

“É uma boa possibilidade. Já temos Renault, Audi, Jaguar, BMW está pronta para entrar, outras montadoras como a Mercedes pensam seriamente em nós.

“Três anos atrás, ninguém poderia ter imaginado isto. Na Itália há Fiat, Maserati, Alfa Romeo. Eu li que (Sergio) Marchionne está sempre falando do retorno da Alfa Romeo. Nós os receberíamos de braços abertos”, disse Agag.