FIA instala “câmeras nos boxes” para fiscalizar trocas de carros na FE

A FIA instalou câmeras nos boxes para monitorar as trocas de carros da Fórmula E depois da controvérsia que seguiu à decisão de remover o tempo mínimo de parada da categoria.

O órgão regulador esclareceu o que era permitido durante o procedimento de troca dos carros na corrida na rodada de Punta del Este, no mês passado, após uma solicitação das equipes.

Os pilotos devem estar devidamente contidos por seus cintos em todos os momentos em que o carro está em movimento e não podem remover seus volantes antes de parar.

As equipes também não são permitidas de fixar a fivela dos cintos antes do piloto estar sentado.

Cada equipe recebeu duas câmeras, que devem ser instaladas nos carros dos dois pilotos. As câmeras devem ser posicionadas para fornecerem uma visão desobstruída de todo o procedimento de troca dos carros.

As equipes serão responsáveis pela operação das câmeras – com transmissão de imagens para a direção de corrida, que poderá ser analisada depois da corrida.

Questionado pela Autosport por que a FIA estava firme em não ter um tempo mínimo de parada, o presidente do órgão, Jean Todt, reiterou a posição da organização de que a segurança do pit-stop era responsabilidade das equipes e pilotos.

“É algo que estamos trabalhando há dois anos”, disse ele. “Sentimos que com uma categoria tão competitiva do automobilismo, queríamos permitir que o melhor fizesse a diferença.

“Claramente, tudo foi feito ao longo de dois anos de pesquisa para poder fazer pit-stops seguros. E é isso que nós sentimos que aconteceu.

“Agora é responsabilidade das equipes respeitarem os regulamentos. Às vezes as equipes querem ser mais competitivas que as outras e estão preparadas para assumir alguns riscos e não permitiremos isso.

“Se você quer tentar economizar tempo e ficar desatado antes de parar, (ou) afivelar depois de ter começado, você está informado que os comissários irão tomar decisões fortes.

“Mas se você seguir as regras e procedimentos, eu sinto que não há problemas com a segurança.

“Espero que todos os pilotos e todos os times sejam responsáveis ​​e não tenhamos problemas”.