ePrix de Zurique: Vergne vai usar “todas as suas armas” para manter liderança da FE

Jean-Eric Vergne disse que vai usar “todas as suas armas” quando se trata da briga na pista para manter-se na liderança do Mundial de Fórmula E.

Vergne lidera Sam Bird, da Virgin Racing, por 40 pontos na classificação geral, com três corridas para o fim da temporada 2017/18 e pode conquistar o título na corrida deste final de semana em Zurique.

Para garantir o Mundial, Vergne precisa terminar o fim de semana somando mais de 58 pontos, com a rodada dupla de Nova York encerrando a temporada.

No ePrix e Berlim, no mês passado, Vergne acabou se chocando com o piloto da Renault, Sebastien Buemi, enquanto brigavam pelo terceiro lugar. Ele garantiu o último lugar do pódio atrás das Audis de Daniel Abt e Lucas di Grassi, e mais tarde afirmou que não mudaria sua abordagem na pista, apesar do risco de perder pontos como resultado de uma colisão.

“Não quero que as pessoas pensem que não vou usar todas as minhas armar e deixá-las passar ou não ser agressivo”, disse Vergne ao site ‘Austosport’.

“Sou um piloto agressivo, nunca desisto, acho que sou justo – e não vou deixar de ser agressivo por conta da briga pelo campeonato”.

“Você sempre pensa no campeonato, mas eu não corro com uma calculadora na cabeça Estou aqui para correr – acho que Buemi pode ter pensado que ele poderia ser mais agressivo comigo (em Berlim) porque estou disputando o campeonato.

“Mas eu eu começar a pilotar assim, perdendo as disputas com pilotos porque estou na disputa pelo campeonato, então vou ter que ‘abrir a porta’ para todos.”

Se Vergne se sagrar o campeão da FE 2017/18, ele será o quarto vencedor diferente a conquistar a série elétrica em quatro temporadas.

Se o ex-piloto da Toro Rosso na Fórmula 1 conquistar o título em Zurique, seria a primeira vez que a luta pelo título dos pilotos da FE não chegou ao limite – já que Nelson Piquet Jr, Buemi e Di Grassi garantira seus títulos nas últimas corridas, nas três temporadas anteriores da FE.