Di Grassi: “Vamos para Berlim como líderes do campeonato”

A Fórmula E realizou neste sábado (23) a sétima etapa da temporada 2015-2016, pela primeira vez correndo nas ruas de Paris. E na casa dos adversários da e.Dams Renault, Lucas di Grassi venceu pela terceira vez na temporada – a segunda vez seguida. O brasileiro, que chegara à França com apenas um ponto de vantagem para o suíço Sébastien Buemi, parte para a etapa caseira da ABT Schaeffler Audi Sport com 11 pontos na frente – a oitava etapa acontece em Berlim no dia 21 de maio.

O palco escolhido foi a região de Les Invalides, próximo a cartões postais parisienses como a Torre Eiffel. “A torcida, a atmosfera, o local – tudo nessa corrida ajudou para que este fosse o melhor evento da Fórmula E até agora. E isso me deixa ainda mais orgulhoso por ter vencido”, falou Lucas.

Di Grassi construiu sua vitória com uma largada precisa. Partindo da segunda posição, o brasileiro conseguiu melhor aderência na saída para contornar a primeira curva já à frente do britânico Sam Bird, que largou na pole position. Dali em diante, Lucas tratou de imprimir um ritmo forte na primeira parte da corrida enquanto seus adversários lutavam por posição.

O brasileiro chegou a alimentar mais de quatro segundos de vantagem para o segundo colocado, Jean-Eric Vergne, quando parou para seu pit stop obrigatório, na 23ª volta. Ele saiu atrás de seu companheiro de equipe Daniel Abt, que pararia na volta seguinte. Restabelecido na liderança, Lucas ainda manteve uma margem de certa forma confortável para o francês da Virgin DS, enquanto Sébastien Buemi, vice-líder do campeonato, lutava pelo terceiro lugar com Bird – e acabou conseguindo a posição final do pódio graças a um erro do britânico.

Na volta 39, o chinês Ma Qin Hua bateu na curva que antecede a reta principal, causando a entrada do safety car. Pela quantidade de detritos deixada na pista – alertada inclusive por Di Grassi via rádio à equipe – e a demora na retirada do bólido do chinês, o carro de segurança permaneceu à frente do pelotão até a bandeira quadriculada.

“Quando estávamos andando devagar com o safety car na pista eu pude ver as pessoas acenando das sacadas dos apartamentos – eu nunca vi nada parecido”, narrou. “Até pareceu fácil olhando de fora, mas ali dentro não estava: a temperatura da pista estava baixa e era difícil levar os pneus e os freios à temperatura certa – e isso pode ser provado pela quantidade de erros que vimos na corrida hoje. Agora vamos para Berlim correr na casa da equipe como líderes do campeonato. Eu sei o que isso significa para todos os membros do time, parceiros, patrocinadores e fãs”, disse.

Foi a quarta vitória de Lucas di Grassi em sua carreira na Fórmula E, terceira nesta temporada e a segunda seguida. Resultado que o mantém na primeira posição na tabela da temporada com 126 pontos, 11 à frente de Buemi faltando quatro corridas (três etapas) para o fim da temporada.

O próximo compromisso da Fórmula E acontece nas ruas de Berlim, capital da Alemanha, na terra da equipe de Lucas, a ABT Schaeffler Audi Sport.