ABB junta-se à Fórmula E como patrocinadora titular da série elétrica

A Fórmula E está juntando-se à ABB em uma nova e inovadora parceria como patrocinadora titular do Campeonato ABB FIA Fórmula E e colocando seu nome na série elétrica de corridas de rua

A nova parceria plurianual é a primeira do gênero na Fórmula E e, pela primeira vez, um campeonato de monopostos aprovado pela FIA terá um patrocinador titular, enfatizando novamente a posição da Fórmula E como um “lugar obrigatório” para o futuro no ponto do vista das marcas e fabricantes.

O anúncio foi feito hoje na frente de convidados especiais e mídia na Galeria Saatchi em Londres – onde Alejandro Agag, Fundador e CEO da Fórmula E, foi acompanhado por Ulrich Spiesshofer, CEO da ABB, para revelar a nova identidade da marca junto com um carro da Fórmula E com a pintura atualizada.

A Fórmula E e a ABB compartilham a mesma visão de um futuro em que a mobilidade elétrica seja a forma de transporte preferida. As as empresas estão na vanguarda da “Revolução Elétrica” – Fórmula E com o automobilismo e o aumento da utilização de veículos elétricos em todo o mundo, e a ABB ajudando seus clientes em serviços públicos, indústria, transportes e infra-estrutura para que percebam os benefícios da digitalização industrial.

Alejandro Agag, fundador e CEO da Fórmula E disse: “Este é um dia histórico para a Fórmula E e tenho a honra de receber a ABB como patrocinadora titular da série, com experiência na área da eletrificação e das tecnologias digitais.

“Juntos, como parceiros, vamos mostrar a tecnologia inovadora em escala global para os fãs e consumidores que seguem o Campeonato ABB FIA Fórmula E”.

O presidente da FIa, Jean Todt, disse: “A Fórmula E continua a crescer e, além do seu sucesso esportivo e técnico, o tremendo nível de excitação em torno desta nova disciplina da FIA é tangível.

“O anúncio da ABB de hoje como patrocinadora titular é um forte sinal da atratividade deste campeonato, que ainda está em sua ‘infância’.

“A mobilização de grandes potências econômicas em torno dos pilares desta disciplina – novas tecnologias, mobilidade elétrica e desenvolvimento sustentável – são sinais muito bons e animadores.

“Isso contribui para o desenvolvimento e expansão da Fórmula E”, concluiu Todt.