Wurz: “Fórmula 1 precisa repensar o ângulo das câmeras”

A Fórmula 1 precisa repensar os ângulos de suas câmeras de transmissão para realmente mostrar a nova geração de carros, de acordo com Alex Wurz, presidente da ‘Grand Prix Drivers Association’ (GPDA).

Com asas e pneus maiores devendo resultar na quebra de recordes este ano, os pilotos da F1 vêm comentando a dificuldade para levar os novos bólidos ao limite.

Wurz, que lidera a GPDA desde 2014, diz que a resposta dos pilotos está sendo encorajadora, mas acredita que um melhor uso dos ângulos de câmera e imagens onboard é essencial para garantir que o aumento da velocidade seja visto na televisão.

“As imagens de TV já estão melhores porque eles têm uma câmera onboard que vibra um pouco”, declarou Wurz ao site ‘Autosport’.

“Portanto, a percepção é mais rápida, os carros são mais velozes – você já pode ver”.

“Se a transmissão de TV deixar para trás o modelo antigo de grandes lentes abertas para ter imagens muito rápidas e passar a capturar a velocidade do carro, acho que a categoria irá na direção certa. E então caberá aos novos proprietários promovê-la cada vez mais”.