Williams precisa “acertar” FW41, alicerce do carro da próxima temporada

Claire Williams reiterou que a Williams não vai desistir do campeonato deste ano, afirmando que é preciso “acertar o carro”.

Adotando uma filosofia de design diferente para o FW41 em 2018, pode-se argumentar que a Williams errou na “mão”, ao conceber um carro que não tem uma boa velocidade em reta e luta durante as curvas. Esses fatores deixaram a equipe na parte de baixo na classificação de construtores da Fórmula 1, com apenas quatro pontos, oito atrás da Sauber.

“Temos que consertar este carro”, disse Claire Williams, vice-diretora da equipe britânica, à “Sky Sports F1”.

“Não desistimos, não podemos desistir durante uma temporada, pois somos uma equipe independente. Se desistirmos, nossos patrocinadores provavelmente desistirão e não podemos fazer isso”, acrescentou.

Segundo Claire, é um trabalho árduo, pois o time também já precisa olhar para o carro do próximo ano. Somado a isso, o FW41 “será o alicerce” do próximo modelo da equipe: “Temos que acertar este carro se quisermos avançar na próxima temporada”, declara Claire.

Apesar dos problemas, a vice-chefe diz que atrai forças, da forma como todos na Williams estão trabalhando para resolver as questões: “Foi uma coisa que me surpreendeu bastante, o quão forte é a moral, todos trabalham duro e encontraram o espírito de luta da Williams”, diz Claire.

“O apoio que estamos recebendo no momento significa muito. Eu sei que nós decepcionamos nossos fãs e eu odeio isso”, acrescenta.

A F1 entra no próximo final de semana, em uma sequência de três etapas, culminando com o GP da Grã-Bretanha, no dia 8 de julho. Com a proximidade da corrida na terra da Williams, Claire revela temer uma péssima performance.

“Eu estou com medo de ir a Silverstone, porque as pessoas merecem o melhor de nós. Tudo o que podemos fazer é trabalhar juntos como uma equipe e é isso que estamos fazendo. Todo mundo está lutando”, detalha Claire Williams.